Redação Jornal Novo Tempo - Jornal Novo Tempo
Redação Jornal Novo Tempo

Redação Jornal Novo Tempo

Redação

Por: Waldeli Azevedo Você e sua família observam sua casa e começam a ver os sinais do tempo: é preciso pintar, trocar portas, reformar armários e ampliar espaços. Na hora de verificar o que deve ser feito, todos são unânimes em destacar as necessidades. Porém, quando você consulta seu orçamento e se programa para começar a “operação reforma”, toda a família reclama!
O Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em Santa Izabel do Oeste recebeu milhares de romeiros para a 26ª Romaria. A chuva, tão aguardada pela região, abençoou a região desde a quarta-feira, renovando o ânimo de todos, principalmente dos agricultores e foi romeira na grande peregrinação de fé e devoção. Os guarda-chuvas deram um espetáculo à parte e mesmo os desprotegidos, não reclamavam e durante todo o dia, homenagearam a padroeira do Brasil, no local, em que a Diocese de Palmas e Francisco Beltrão, em respeito ao que o povo definiu, sediará o Santuário Diocesano, um centro religioso do Sul do Brasil. Veja as fotos e os diversos momentos nas páginas desta edição.
Por: Adriele Marchesini Comprar um carro no Brasil significa desembolsar quase 40% do preço pago em impostos. Pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) mostrou que a incidência de tributos em um Celta motor mil, zero-quilômetro, por exemplo, é de 38,75%. A percentagem é maior ainda que a média da carga tributária em relação ao Produto Interno Bruto, estimada em 35% para o ano passado.
Quarta, 10 Outubro 2007 07:22

Adeus Mau Hálito!

Quem gosta de conviver com o odor do mau hálito? Ninguém, certo? Mas o problema é que quem sofre é sempre o último a perceber. Por essas e outras razões, são poucas as pessoas que realmente buscam auxílio de um profissional para tratar esse distúrbio
Por ocasião do lançamento do Trator e Equipamentos Solidários, na quinta-feira, 4 de outubro, foi apresentada a experiência de uso solidário de equipamentos de um grupo de agricultores de Realeza. O depoimento em nome do Grupo Beija-Flor de Realeza foi apresentado pelo agricultor familiar José Adenir Iurkoski, cuja experiência foi iniciada em 1990.
Por: Equipe InfoMoney O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em Florianópolis, que, como o brasileiro aumentou sua renda, é natural que pague mais impostos.
Quarta, 10 Outubro 2007 07:19

MOTOCROSS

Cinco mil pessoas são esperadas para o Sul-Brasileiro de Motocross em Santo Antônio
[b]Por:[/b] Flávia Furlan Nunes Para diminuir os riscos de fraudes e estimular o mercado imobiliário, o governo já estuda criar um registro único de imóveis, proposta elaborada pela CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) que não terá nenhum custo adicional para os compradores e proprietários. “Seria como um Renavam [Registro Nacional de Veículos Automotores] do setor, para centralizar as informações sobre os imóveis. Se tiver um imóvel em São Paulo penhorado, por exemplo, vai estar no registro na cidade em que a pessoa está”, disse o presidente da CBIC, Paulo Safady Simão.Para ele, os proprietários não precisarão pagar nada a mais do que já é de costume para a documentação dos imóveis e os compradores economizarão na busca por dados sobre a propriedade. “A pessoa não precisará rodar o país inteiro atrás de informação”.
Quase metade dos municípios paranaenses tem populações menores do que aquelas que do as estimadas no ano passado. Os dados fazem parte da Contagem da População 2007, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em geral, as reduções nos números de habitantes foram pequenas. Mas alguns municípios tiveram crescimento menor do que o esperado nos últimos anos e viram as projeções de suas populações despencarem, o que pode acarretar perdas de recursos repassados pelo governo federal.
Em reunião que contou com a presença do prefeito Roberto Dettoni e coordenada pelos técnicos Vladimir Pelissari do Departamento Municipal de Agricultura e Rudimar Batisti da Emater-PR, 22 produtores de uva de Ampére criaram a Cooperativa Amperense de Vinicultores com o objetivo de poder comercializar em pé de igualdade e dentro das normas legais a produção de vinho que é produzida pela cantina de Ampére a nível de mercado regional e em outros estados também.
Top