A gravidez pode diminuir a libido nas mulheres?

Alguns casais vivem conflitos e insatisfações com relação à vida sexual nesse período

Alguns casais ainda vivem conflitos e insatisfações com relação à vida sexual durante a gravidez e no pós-parto. O hormônio progesterona faz com que a mulher deixe a sexualidade um pouco de lado. Essas e outras alterações no corpo da mulher fazem com que ela se sinta menos desejada e o companheiro, por sua vez, teme prejudicar o bebê, ocorrendo uma alteração nos padrões do relacionamento sexual do casal grávido. Os efeitos da progesterona duram até o final da amamentação.

Porém, as relações sexuais na gravidez não ocasionam problema algum à gravidez normal. Elas amenizam as ansiedades do casal. Nesse período, é importante não restringir a sexualidade à penetração e sim buscar novas formas de carícias, posições diferentes, em que não ocorra o medo de amassar a barriga e o casal possa desfrutar do prazer de estarem juntos sem preocupações com a saúde do bebê. Mas a relação sexual poderá sofrer restrições quando houver gravidez de risco.

No pós-parto surge uma nova situação com a prolactina, hormônio estimulado com a amamentação, que geralmente causa inibição da sexualidade, ausência de lubrificação vaginal, leve depressão, fadiga e diminuição das sensações em geral. Outros fatores também contribuem para o afastamento sexual do casal no pós-parto: a própria atenção dispensada ao bebê, as rachaduras nas mamas, o incômodo da episiotomia (corte realizado na saída lateral da vagina em mulheres que têm parto vaginal), ou da cesárea. Na prática, a episiotomia pode provocar dor, ardor e incômodo na relação, pois trata-se de uma região úmida, que dificulta a cicatrização.

A recuperação do desejo pode variar de mulher para mulher, podendo estar ausente poucas semanas ou durante meses. Este fato dependerá da influência hormonal e das condições emocionais de cada mulher neste período. O importante é que o casal não perca a intimidade e viva intensamente esta fase, sem afastar-se do romantismo e do amor que os uniu e gerou esta nova vida!

Mitos e Verdades
- Mito: as contrações provocadas durante o orgasmo antecipam o momento do parto

- Verdade: o prazer durante a relação sexual ajuda a relaxar e aliviar as tensões naturais da gestação

Maria Cecília Malaquias é psicóloga e terapeuta sexual

Ler 637 vezes
Entre para postar comentários
Top