Imprimir esta página
JULGAMENTO DO MENSALÃO

A Corte Suprema começou nesta semana e nas próximas o julgamento histórico do processo que popularmente passou a denominar-se de “MENSALÃO”.

Os grandes periódicos de nosso País destacam o julgamento pelas dimensões e especialmente pelo envolvimento de pessoas que até bem pouco tempo atrás comandavam os destinos de nosso País.

Noto com desprazer, uma ausência que até hoje não restou claro para todos os simples mortais deste País – o então Presidente “Lula da Silva”.

Mas o que nos chama mais a atenção é esta desvairada preocupação no que diz respeito a prescrição da pretensão punitiva do Estado, em caso de eventual condenação.

Entendo, com todo o respeito que isto é matéria secundária! O que importa para nós simples eleitores é de que o julgamento confirme a existência do chamado “mensalão”, e que a máscara deste Partido que se diz dos trabalhadores, verdadeiros amantes do bom whisky,  dos inúmeros e polpudos cartões corporativos, dos passaportes diplomáticos, e porque não dizer, verdadeiros assaltantes do erário público, reste confirmado pelo entendimento dos ilustres membros do nosso Supremo.

Este será o legado que o julgamento irá deixar para as futuras gerações. Repito, apenas lamento a ausência do grande beneficiado desta quadrilha, o Sr. Lula da Silva, que como dito, até hoje não entendemos o porque de sua ausência na formação do esquema denunciado pelo Sr. Roberto Jefferson.

O PT é formado por especialistas, que de “trabalhadores” tem muito pouco, especialmente quando pretendem confundir a opinião público, como agora, desviando o verdadeiro foco do julgamento. Para mim, basta que o Supremo confirme a existência e os propósitos espúrios destes nefastos políticos que tomaram de assalto o Planalto, com o beneplácito da grande maioria dos eleitores brasileiros.

O julgamento deverá ser um divisor de águas, mostrando ao povo brasileiro a verdadeira faceta dos políticos que comandam este País. Repito, basta que se reconheça a existência do mensalão, pois se os condenados vão para a cadeia, ou se as penas estão prescritas, penso ser secundário, eis que na esfera administrativa, a Receita Federal e outros Órgãos lesados, estão buscando paralelamente o ressarcimento dos prejuízos causados ao erário público.

Não sei qual vai ser o julgamento final, mas eu particularmente, acredito na Justiça como acredito nos nobres Ministros de nosso Supremo, em que pese a grande maioria ser galgada a este posto pelos mesmos partidários da grande maioria dos que estão sendo julgados.

Por favor imprensa de nosso País, não desviem o foco, concentrem-se no que realmente importa, que é a confirmação da existência em Brasília, de políticos corruptos, especialmente formado por aqueles que até pouco tempo atrás diziam-se PALADINOS da democracia – PT – que a exemplo dos demais Partidos de nosso País, sua premissa é  o interesse particular, em detrimento da maciça maioria do povo brasileiro.

Cadê a reforma do nosso Judiciário? Cadê a reforma política? Cadê a reforma tributária? O que realmente interessa ao povo brasileiro fica no plano secundário. Realmente este País precisa de um choque de administração. Será que nossos bisnetos terão esta felicidade?

Lamentavelmente, nossa Geração é uma geração perdida, que pouco contribuiu para a melhoria de nossas instituições. Saúde caótica; ensino deficitário; segurança inoperante e políticos corruptos. Realmente é de pasmar!

Dr. Camilo De Toni
Advogado – Realeza - PR

Ler 4676 vezes
Entre para postar comentários