Empunhar as mãos ajuda no processo de memorizar e recordar

Cientistas da Universidade de Montclair  em New Jersey, Estados Unidos, fizeram um curioso achado ao relacionar a ação de empunhar a mão com o processo de formação da memória, depois de realizar testes eletroencefalográficos a um grupo de 49 voluntários aos quais pediram que apertassem as mãos enquanto memorizavam palavras, para depois ver em que situações havia melhor retenção dos dados.

 

 

Por que empunhar a mão direita? Descobriram que dita ação aumenta a atividade neuronal na zona do cérebro correspondente ao lóbulo frontal, a que tem um papel fundamental à hora de guardar e recordar memórias, além de ser a parte mais evoluída de nosso cérebro e a encarregada das tarefas cognitivas mais complexas.

 

Desta forma concluíram que apertar a mão direita pode facilitar a lembrança das coisas, além de registrar um aumento nas emoções de alegria ou enfado. Ao mesmo tempo, notou-se que contrair a mão esquerda ativa o hemisfério central direito, relacionado com os estados emocionais de tristeza ou ansiedade.

 

Em definitiva, entre o grupo de 49 voluntários observou-se que as pessoas que apertavam o punho direito no momento de memorizar as palavras e depois empunhavam sua mão esquerda quando era a vez de recordá-las, foram os que melhores resultados obtiveram, sendo uma conclusão muito preliminar, mas que é tão fácil de comprovar, já que não perdemos nada em fazê-lo

Ler 937 vezes
Entre para postar comentários
Top