Filhos educados, mesmo fora de casa

A cena: almoço de domingo.  Um restaurante cheio.


E uma criança correndo enlouquecida pelas mesas do restaurante, gritando, esbarrando em todos e tudo aquilo que com certeza você já viu um dia. E os pais calmamente almoçando e ignorando o quanto aquilo é inconveniente. Ou uma visita em casa. Uma criança que mexe em tudo que vê e está ao alcance, derruba seus bibelôs, quebra aquele presente que sua mãe te deu com tanto carinho. E os pais: “ai, ele não para quieto” e dão um sorriso amarelo.

 

Ser criança é correr, é brincar, é se sujar

Mas vamos combinar que fazer isso no meio de um almoço, incomodando várias pessoas que você nem conhece, não é algo agradável. E pode transformar um momento de lazer em algo estressante.

 

Algumas regras que só trazem benefícios

•Não corra em local que pode se machucar

•Não mexa no que não é seu

•Fora de casa use sempre “por favor“, “obrigado“, “com licença“

 

As mamães precisam entender que crianças não são burras, só porque são pequenas e mal sabem falar. Sendo firme, elas entendem muito bem o que você quer dizer, e pôr alguns limites é sempre bom. Os limites são bem vindos e bem vistos. 

 

É sofrido ter que pedir para sua criança ficar quieta fazendo-a esperar às vezes algumas horas pra poder “brincar”. Mas existem várias alternativas de distração para o seu pequeno, além da corrida e gritaria enlouquecida pelas mesas.

 

Dicas

Leve sempre brinquedos, cadernos de colorir, algo que costuma distrair o pequeno fora de casa. 

Ler 762 vezes
Entre para postar comentários
Top