Economize água!!!

Por Eng. Civil Russiely Pizatto - Vice-presidente ASSEFI

 

Segundo a Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná), cada cidadão pode evitar o racionamento de abastecimento de água, que já ocorre em vários municípios do estado, efetuando seu consumo responsável através de simples ações:

 

 

Feche a torneira

Ao lavar as mãos ou a louça, não deixe a torneira aberta todo o tempo. Isso evitará que vários litros de água tratada sejam desperdiçados.

 

Hora do banho

Seja rápido no banho. Cada 5 minutos embaixo do chuveiro ligado consomem aproximadamente 70 litros de água.

 

Basta um copo

Para escovar os dentes é necessário apenas um copo de água. Evite deixar a torneira aberta.

 

Use a vassoura

Antes de lavar a calçada, use vassoura. Jamais use a água da mangueira para “varrer”a sujeira.

 

Economia

Diminua as descargas. Regule periodicamente a válvula hidra ou a caixa de descarga.

 

Lavando roupa

Junte roupas para lavar todas de uma só vez. Aproveite a água usada no tanque ou na máquina para lavar calçadas.

 

Tá Pingando!

Os maiores ladrões de água são vazamentos, torneira pingando e descarga desregulada. Faça manutenção regularmente.

 

Carro limpo

Use baldes, e não a mangueira, para lavar o carro. Seu automóvel fica limpo e a economia pode chegar a 300 litros de água.

 

Fazendo a barba

Não faça a barba com a torneira aberta o tempo todo. Use a água somente para molhar e enxaguar o rosto.

 

Tá na mão

Lavar as mãos com a torneira aberta o tempo todo causa um grande desperdício. Ao ensaboar as mãos, deixe a torneira fechada.

 

Reaproveite

A água do último enxágue das roupas, no tanque ou na máquina, pode ser usada para ensaboar tapetes, tênis, cobertores, pisos e calçadas.

 

Gaste menos

Ao lavar a louça, encha a cuba de água e deixe-a fechada. Evite deixar a torneira aberta, enxágue a louça toda ao final da lavagem. Assim, o gasto de água é bem menor. 

 

Lixo no lixo

Nunca jogue cigarros, absorventes ou papéis no vaso, porque há maior consumo de água para mandar esse lixo embora.

 

Viajou? Fechou

Quando viajar, feche o registro do cavalete de entrada de água, evitando desperdícios e vazamentos.

Presenciou alto consumo? Denuncie... Garanta seu abastecimento!

Ler 2021 vezes

Itens relacionados (por marcador)

  • Unicafes-PR propõe ao governo do Estado a criação do "Paraná Mais Cooperativo"

    Transformar o Paraná no maior produtor de alimentos do País. Este é o objetivo do "Paraná Mais Cooperativo", um programa estadual de fortalecimento do cooperativismo da Agricultura Familiar com interação solidária, elaborado pela Unicafes Paraná (União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária).

  • Aurora Alimentos é a melhor cooperativa do agronegócio

    Considerada o terceiro maior conglomerado industrial do setor de carnes e a maior cooperativa de alimentos do Brasil, a Cooperativa Central Aurora Alimentos é a vencedora do prêmio Melhores do Agronegócio 2018 concedido pela Revista Globo Rural e Editora Globo, na categoria Campeã entre as Cooperativas.

  • Capanema economizará R$ 460 mil com transporte escolar

    Licitação garantiu diminuição no valor pago pelo serviço que continuará atendendo todas as linhas

  • Contas de água sobem 8,53% no Paraná a partir de 1º de junho

    As contas de água dos paranaenses no mês de junho vão subir, em média, 8,53% mais cara, segundo a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). O reajuste foi liberado pela Agência Reguladora do Paraná (Agepar).

  • Pacote de investimentos ajuda, mas rodovias do Sudoeste precisam de mais atenção, diz Amsop

    Estado deve investir até R$ 314 milhões na conservação das rodovias do Sudoeste em três anos, mas pacote ainda é insuficiente, segundo a associação de municípios

    Da assessoria

    Todas as rodovias estaduais da região Sudoeste estão incluídas em um pacote de obras para conservação da malha viária anunciado pelo governo do Estado em abril. As licitações devem ser realizadas nas próximas semanas e os contratos passam a valer a partir do segundo semestre. São mais de 1.200 km contemplados somente na região e dois tipos de serviços: o Cremep, que consiste na retirada da camada danificada de asfalto e colocação de uma nova, e o Cop, que é um serviço mais básico.

    O pacote prevê investimentos de até R$ 314 milhões em três anos, mas segundo o presidente da Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop), Frank Schiavini, a medida somente ameniza as condições de tráfego e não amplia as melhorias nas rodovias. “Nós entendemos que esse valor que o Estado pretende investir é expressivo, mas pelas condições atuais das rodovias deveria ser maior; o Sudoeste precisaria de mais atenção neste ponto, tanto do Estado quanto da União, porque somos uma região que produz muito em termos de agropecuária e todo escoamento da produção e desenvolvimento da região depende de boas estradas”, afirma Schiavini.

    Em todo o Paraná, o programa de conservação de rodovias pretende investir cerca de R$ 3 bilhões. O dinheiro é utilizado somente na manutenção de estradas, como quando a via é danificada por chuvas ou excesso de tráfego, e não contempla ampliações, como a construção de trincheiras, trevos e terceiras faixas.

    Corredor Sudoeste

    A Amsop também acompanha o processo de concessão do chamado Corredor Sudoeste, trecho que liga Realeza (BR-163) a Palmas (BR-153). A preocupação da entidade é em buscar um modelo viável de concessão, que modernize a rodovia e mantenha tarifas de pedágio baixas. “A realidade é que esse trecho é muito violento, só em 2015 mais de 50 pessoas morreram nele, e isso precisa ser mudado. Se a privatização é o único caminho para tornar a rodovia mais segura e moderniza-la, que seja feito de forma responsável e acima de tudo sem tarifas que penalizem os usuários e motoristas do Sudoeste”, diz Frank.

Entre para postar comentários
Top