Após cirurgia bariátrica, ex-obesos devem ter cuidado ao consumir doces

O consumo da sacarose pode levar à Síndrome de Dumping e desencadear dores e desconfortos

 

Fraqueza, náuseas, vômitos, diarreia, dor de barriga, sudorese, taquicardia, dor de cabeça e sensação de desmaio são alguns sintomas da Síndrome de Dumping - caracterizada pela rápida passagem dos alimentos do estômago para o intestino. De acordo com a nutricionista Maria Paula Carlini Cambi, a síndrome, que não tem cura, ocorre em pacientes que passaram pela cirurgia bariátrica, principalmente, por causa da ingestão da sacarose. "Nem todos desenvolvem a Síndrome de Dumping e, para evitá-la, é importante não consumir doces nos primeiros seis meses do pós-operatório", recomenda. 

A nutricionista, que faz parte da equipe multidisciplinar do Dr. Giorgio Baretta, explica que a Síndrome de Dumping gera uma alteração física da função de armazenamento. "Como resposta a essa alteração ocorre um rápido esvaziamento gástrico, que pode causar dor abdominal, sudorese e outros sintomas do Dumping, e acelerar a absorção da glicose, principalmente após ingerir carboidratos e alimentos com muito açúcar, como os doces e refrigerantes."

 

A Síndrome de Dumping pode ser precoce, quando acontece logo após a ingestão da sacarose, ou tardia, de três a quatro horas após o consumo. "Alguns alimentos, que costumam ser os preferidos dos pacientes, precisam ser evitados: os gordurosos, como o chocolate, que também contêm açúcar, e os ricos em carboidratos, como pães, arroz e massas", orienta a nutricionista Maria Paula. 

Mesmo após a cirurgia, lembra a nutricionista Maria Paula, o estômago continua a ser um órgão elástico e pode aumentar de tamanho. "Essa elasticidade pode facilitar a vontade de comer mais. Por isso, é fundamental fazer uma reeducação dos hábitos alimentares, acompanhada por nutricionista, e praticar atividade física regularmente", considera. "Também é necessário o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, tanto no pré como no pós-operatório, pois o paciente precisa receber orientação para que tenha consciência dos cuidados especiais que deverá seguir ao longo da sua recuperação", afirma. 

Ler 1437 vezes

Itens relacionados (por marcador)

Entre para postar comentários
Top