Beltrão adere a projeto da ONU para prevenção de catástrofes
Evento realizado em Beltrão reuniu autoridades e especialistas na prevenção de catástrofes, quinta-feira Leandro Czerniaski/Imprensa PMFB

Da assessoria
O prefeito Antonio Cantelmo Neto recebeu semana passada o certificado de participação de Francisco Beltrão no projeto Construindo Cidades Resilientes, do Escritório das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres (UNISDR). Entregue pelo chefe regional do UNISDR, David Stevens, durante o Simpósio de Defesa Civil, o documento estabelece a lista de verificação com os dez passos essenciais para a promoção de cidades resilientes.

“Beltrão é uma cidade suscetível à ocorrência de desastres naturais, principalmente enchentes, seca, granizo e vendavais. Como são problemas naturais que não conseguimos controlar, vamos seguir uma tendência mundial e agir de forma a amenizar seus efeitos, dando respostas rápidas para que atinjam o menor número possível de pessoas”, afirmou o prefeito Antonio Cantelmo Neto.

O conceito de cidades resilientes envolve a capacidade de resistência, absorção e recuperação de locais afetados por catástrofes e tomou força após a Conferência Mundial da ONU para Redução de Risco de Desastres, realizada no início do ano em Sendai, no Japão. Deste evento, em que participou o secretário de Assuntos Estratégicos, José Carlos Vieira, surgiu a ideia de fazer em Beltrão um encontro para discutir o tema em nível estadual.

No Simpósio de Defesa Civil, quinta-feira, participaram também representantes da Casa Militar do Paraná e São Paulo, da Coordenação Estadual de Defesa Civil, Exército, Ministério da Integração Nacional e de universidades e entidades locais. Durante todo o dia, especialistas debateram estratégias para amenizar os efeitos causados por catástrofes naturais e tornar as cidades mais resilientes.

 

Ações em Beltrão

Em Francisco Beltrão, a atuação da Defesa Civil foi importante durante as três fortes cheias que atingiram o município no ano passado. De lá para cá, a Prefeitura estruturou o Plano de Contingência, mapeou os locais de risco e identificou os moradores e agora trabalha em obras – como a construção de bacias de contenção – para amenizar as enxurradas.

Os próximos passos, segundo estipula o projeto da ONU, estabelecem a destinação de recursos voltados a ações de resiliência, a melhoria da infraestrutura disponível nos casos de desastres, agilidade na resposta do poder público e a recuperação dos locais atingidos, além do envolvimento da sociedade no tema.

Ler 694 vezes

Itens relacionados (por marcador)

  • 1º Beltrão Rolimã é coroado de sucesso

    O Beltrão Rolimã reuniu quase dez mil pessoas no prolongamento da avenida Julio Assis Cavalheiro no domingo, 20.

  • Projeto do JNT incentiva leitura de pais e alunos

     Assessoria

    O Jornal Novo Tempo, fundado e com sede administrativa em Santa Izabel do Oeste, filial em Frncisco Beltrão e com distribuição em diversos municípios da região, lançou com apoio das Escolas da Rede Municipal, um projeto inovador de incentivo a leitura de alunos e seus familiares.

  • Saúde realizará testes de hepatites

    Neste sábado, dia 27 de julho, no Calçadão de Francisco Beltrão, será realizada uma campanha na área de saúde. Serão oferecidos gratuitamente testes para detecção das hepatites B e C, Sífilis e HIV.

  • Cléber confirma instalação do CRAS no Bairro São Miguel

    Na sexta-feira, 12, o prefeito Cleber Fontana participou de reunião no bairro São Miguel com as famílias beneficiários do Centro de Referencia de Assistência Social (CRAS).

  • Corrida do Soldado vai reunir 700 atletas

    A Prefeitura de Francisco Beltrão, através da secretaria municipal de Esportes, será mais uma vez parceira do 16º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado na realização da tradicional Corrida do Soldado, que neste ano acontece no dia 18 de agosto, um domingo.

Entre para postar comentários
Top