Adolescentes iniciam cursos profissionalizantes em todas as unidades do Paraná
Divulgação

Adolescentes que cumprem medida socioeducativa nos Centros de Socioeducação e Casas de Semiliberdade do Paraná podem frequentar, a partir desta sexta-feira (30),

cursos de qualificação profissional básica. Durante 12 meses serão ofertados 23 cursos para atender 456 turmas.

A empresa especializada para organizar e ministrar os cursos em todas as unidades do Estado foi contratada por meio de licitação pela Secretaria de Estado da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos.

Alguns dos cursos oferecidos são os de Auxiliar Administrativo com ênfase em informática, Informática básica, Recepção e Atendimento e Recepcionista de Hotéis, entre outros. Após a conclusão, serão realizadas formaturas para a entrega dos certificados aos adolescentes.

“Os cursos de qualificação contribuem para o desenvolvimento integral dos adolescentes e oportunizam a construção de um novo projeto pessoal, articulado às demais ações desenvolvidas nas unidades socioeducativas”, disse o secretário estadual da Justiça, Artagão de Mattos Leão Junior.

CULTURA, ARTE E LAZER
Os adolescentes que cumprem medida socioeducativa no Paraná também vão participar, de forma inédita, do projeto Arte e Ação, que ofertará oficinas de cultura, esporte e lazer em todas as Unidades do Estado. “As atividades incluem musicalização, dança, cinema e atletismo e vão acontecer em julho, janeiro e fevereiro, priorizando os meses de férias e recesso escolar. O projeto prevê 1.440 turmas em todo o Estado”, disse diretor do Departamento de Atendimento Socioeducativo, Pedro Giamberardino.

Além das oficinas, estão previstas cinco mostras e intervenções culturais em cada unidade socioeducativa, com cronograma pré-estabelecido.

O secretário da Justiça explica que, a partir deste ano, a Pasta executa um conjunto de ações estratégicas que possibilitam a aproximação ainda maior do sistema de atendimento socioeducativo do Paraná às diretrizes preconizadas no Estatuto da Criança e do Adolescente e no Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo.

Ler 971 vezes

Itens relacionados (por marcador)

Entre para postar comentários
Top