Câmara beltronense adia votação de projeto polêmico
Assessoria

Os vereadores beltronenses se reuniram em Sessão Ordinária na segunda-feira, dia 4, para debater dois projetos do Executivo.

Em um deles a administração municipal pede autorização para desafetar quatro áreas institucionais do município, totalizando 1.673 m2, para fins de regularização cartorial e utilização dos terrenos pelo programa Habitabem. Depois de um questionamento da legalidade da matéria, o vereador Aires Tomazoni (PMDB), Líder do Governo na Câmara, pediu a retirada por dez dias.

O vereador Alfonso Bruzamarello (PDT), integrante da Comissão de Infraestrutura da Câmara, visitou os terrenos localizados no Bairro Marrecas e na Cidade Norte e estranhou que uma das áreas já está ocupada por duas famílias. Relata que solicitou vários documentos da secretaria de Ação Social do município, mas não recebeu. Conforme ele, não existe segurança jurídica para que o projeto possa ser votado no momento.

Na Tribuna da Câmara a vereadora Elenir de Souza Maciel (PP) alertou que o Legislativo precisa ficar atento e, se necessário, agir para que o setor de Ação Social da Prefeitura não se transforme em um balcão de negócios. Outro que se manifestou foi Cleber Fontana (PSDB). Disse inclusive que teme que neste caso possa estar havendo uma barganha eleitoral. Os vereadores da Bancada de Situação não se pronunciaram sobre o assunto.

O outro projeto foi aprovado por unanimidade. Refere-se a permuta de lote visando a ampliação da rua Antonio Carneiro Neto, em ponto onde a mesma é interrompida. Futuramente este terreno pode ser utilizado para fazer a ligação do bairro Nossa Senhora Aparecida com os bairros São Cristóvão, Industrial e Água Branca.

Também foram aprovados dois requerimentos. Um deles, do vereador Roberson Artifon Fiera (PT) e das vereadoras Daniela Celuppi (PT) e Maria de Lourdes Pazzini (PMDB) reivindica a implantação do programa Estratégia de Saúde da Família em Seção jacaré. O outro, do vereador Ivanir Tupi Prolo (PP), solicita informações do Executivo sobre o programa de habitação rural em Nova Concórdia, Seção Jacaré, KM 20 e Jacutinga. Tupi relata que em 2013 a administração municipal prometeu construir cerca de 130 habitações rurais de 48 m2 com subsídio de R$ 28 mil por casa. Porém, até agora o projeto não saiu do papel.

Ler 835 vezes

Itens relacionados (por marcador)

  • Corrida do Soldado vai reunir 700 atletas

    A Prefeitura de Francisco Beltrão, através da secretaria municipal de Esportes, será mais uma vez parceira do 16º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado na realização da tradicional Corrida do Soldado, que neste ano acontece no dia 18 de agosto, um domingo.

  • Confraria prepara encontro de carros antigos

    No mês de outubro, dias 4, 5 e 6, no Centro de Eventos do Parque de Exposições de Francisco Beltrão, será realizado o 8º Encontro de Colecionadores de Carros Antigos, com promoção da Confraria de Antigos.

  • Assistência Social recebe donativos da Campanha do Agasalho

    Na manhã de segunda-feira, 24, aconteceu a entrega dos donativos arrecadados na campanha do agasalho 2019 em Francisco Beltrão. A campanha foi realizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), em parceria com o Sicoob e teve a colaboração do comércio.

     

  • PM e agentes evitam mais uma fuga de presos na PEFB

    Na madrugada desta segunda-feira (24) por volta de 03h20 policiais militares e agentes penitenciários que faziam monitoramento das câmeras de segurança da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, avistaram três detentos tentando fugir.

  • Via do Leite movimenta produtores e técnicos

    A 8ª Via Tecnológica do Leite de Francisco Beltrão foi realizada na semana passada, de 13 a 15 de junho, no Centro de Eventos do parque de Exposições Jayme Canet Júnior.

Entre para postar comentários
Top