Estudantes precisam se desviar de labirinto de cigarros para entrar na UTFPR
Assessoria

A UTFPR de Francisco Beltrão montou uma exposição com o intuito de conscientizar a comunidade interna para os malefícios causados pelo cigarro.

A exposição alusiva ao Dia Mundial de Combate ao Tabaco (31 de maio) foi montada em forma de labirinto, no saguão do câmpus, com cigarros suspensos. A ideia simbólica é fazer com que os estudantes se desviem dos cigarros, assim como podem se desviar no seu dia a dia.

A atividade foi idealizada e executada pela Comunidade Integrada na Multiplicação do Conhecimento (Cimco). O programa trabalha com ações voltadas para a promoção, qualidade de vida e cidadania. Segundo a coordenadora do Cimco em Francisco Beltrão, Thaís Medeiros, “o grupo optou por uma atividade diferente, com o labirinto, já que os malefícios causados pelo fumo já são de conhecimento de todos. Usamos cartazes com depoimentos, frases de impacto e imagens que remetem aos malefícios para chamar atenção para a exposição que fica no hall de entrada, passagem da maioria dos alunos que utiliza transporte coletivo”.

Outras ações

O Cimco irá promover ainda durante este ano outras atividades já programadas. Entre elas a campanha de Doação de Sangue que será realizada nos dias 03 e 30 de junho. Uma ação voltada ao combate do uso de drogas, o Outubro Rosa e o Dia Mundial de Luta contra Aids, em dezembro. “É importante realizar ações de conscientização, já que nosso público é em sua maioria formada por jovens que são formadores de opinião e também podem trabalhar com a disseminação da informação”, conclui Thaís.

Ler 1716 vezes

Itens relacionados (por marcador)

Entre para postar comentários
Top