Câmara beltronense aprova LDO com emendas
Assessoria

Na Sessão Ordinária de segunda-feira (6) os vereadores de Francisco Beltrão aprovaram por unanimidade o Projeto de Lei do Executivo que trata das diretrizes para a elaboração do orçamento do município para 2017, a LDO.

O texto tem 84 páginas e contém as metas e prioridades da administração municipal para o próximo ano, o equilíbrio de receitas e despesas, além das orientações básicas para a elaboração do projeto de orçamento que vai tramitar na Casa de Leis no segundo semestre deste ano.

Foram aprovadas sete emendas aditivas que, ao ser sancionadas, passarão a fazer parte do projeto. São de autoria da vereadora Elenir Maciel (PP) e dos vereadores Cleber Fontana (PSDB) e Roberson Artifon Fiera (PT). Uma delas, de autoria do vereador Cleber e da vereadora Elenir, visa garantir recursos para a implantação do centro de zoonoses para promover serviços de castração, atendimento clínico, recolhimento de animais de rua, cuidados aos animais e apoio para as Ongs que atuam neste setor.

A vereador Elenir é autora de mais duas emendas que tratam da instalação de academias da terceira idade, incluindo uma na rua Peru, bairro Presidente Kennedy, e elevação das canaletas do muro de contenção do rio Lonqueador, da rua Curitiba até o rio Marrecas. Mais duas emendas do vereador Cleber são referentes a instalação de câmeras de segurança em vias públicas, com uma nova central de monitoramento, e viabilização de terreno para a construção do novo terminal rodoviário, além da confecção dos projetos arquitetônico, estrutural e complementares.

Do vereador Roberson também são duas emendas. Solicita a garantia de recursos no orçamento do próximo ano para obras de asfaltamento nas ruas Tietê, Barra Mansa, Itapeva, Diadema, Mauá, Macaé e Angra dos Reis, todas no bairro Pinheirinho, e para drenagem na travessa Las Palmas, também no Pinheirinho.

Além disso, foi aprovado Requerimento do vereador Valmir Dile Tonello (PMN) que reivindica da administração municipal a desafetação de uma área do município, denominada de Praça II, localizada na avenida Progresso, entre as ruas Dom Pedro II e Santa Maria Goretti, no bairro São Miguel, para regulamentar as moradias ali existentes, por meio do programa Habitabem. De acordo com Dile, são 30 famílias que moram nesta área há 35 anos e aguardam a solução do problema e acesso a escritura dos imóveis.

Ler 574 vezes

Itens relacionados (por marcador)

Entre para postar comentários
Top