Lei de autoria do deputado Nelson Luersen institui a semana Estadual da Saúde Bucal no Paraná
Deputado Nelson Luersen na tribuna da ALEP Assessoria

A Assembleia Legislativa promove, na próxima segunda-feira (24/10) às 14:30 horas, o lançamento da Semana Estadual da Saúde Bucal.

Ela foi instituída pelo projeto de lei 730/2015 de autoria do deputado Nelson Luersen (PDT), aprovada e sancionada pelo governador no último dia 25. O objetivo, segundo Luersen – que integra a Comissão de Saúde da Assembleia – é estimular a promoção de seminários, debates, campanhas e outras atividades que ajudem a conscientizar a população sobre a importância da saúde bucal para a prevenção de doenças.

A lei prevê que o evento será realizado anualmente na última semana de outubro. E que o Estado deve promover convênios com os municípios e as entidades organizadas da sociedade civil interessados em participar dos eventos.

Luersen lembra que a saúde bucal é essencial para se garantir uma boa saúde de maneira geral, permitindo longevidade com qualidade de vida. E apesar do Brasil ter avançado, ainda há muito a melhorar para o País atingir índices adequados de prevenção e cuidado com essa área. Dados do IBGE divulgados no ano passado apontam que o uso de escova de dente, pasta de dente e fio dental para a higiene bucal é feito por apenas 53% dos brasileiros. Entre as crianças em idade escolar, de 60% a 90% delas têm cáries.

“Com a Semana Estadual, o governo do Paraná, através da Secretaria Estadual de Saúde, poderá promover, em convênio com os municípios e em parceria com entidades da sociedade civil, como o Conselho Regional de Odontologia, uma série de ações com a participação de profissionais da área, que levem à população informações sobre a importância da saúde bucal, com escovação dos dentes após as refeições, uso do fio dental, hábitos saudáveis, alimentação equilibrada e visitas periódicas ao dentista”, afirma o deputado. “Além disso, a semana também promoverá a articulação entre o governo e a sociedade para a destinação de recursos que ampliem o acesso da população aos serviços da rede de atenção básica”, explica Luersen.

Outro problema a ser combatido, afirma o parlamentar, é o câncer bucal, que segundo o Ministério da Saúde, atinge a cada ano cerca de 14 mil brasileiros, com uma média de quatro mil óbitos. As principais causas associadas a essa doença são hábitos nocivos, como elevado nível de ingestão de álcool, uso de qualquer tipo de fumo, má alimentação, próteses mal adaptadas e excesso de sol, entre outros.

“A prevenção e o acesso ao tratamento dentário deve começar na infância, com meta de cárie zero, evitando o surgimento de muitas doenças. Por isso, o programa também deve atingir as escolas, com acompanhamento das famílias, pais e professores, e estímulo à escovação correta, uso do flúor e visitas periódicas aos dentistas que atuam nos postos de saúde e clínicas dentárias da rede pública”, afirma Luersen, destacando que segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, bebês com idade entre um ano e meio e três anos já têm em média um dente cariado.

O programa também pretende promover políticas públicas para a população de idade mais avançada, que necessita de próteses dentárias. “A intenção é aproximar os cidadãos da rede pública para estimular a prevenção e o tratamento odontológico, bem como das doenças que podem ser evitadas com esses cuidados”, diz Luersen. O lançamento contará com a participação de representantes da Secretaria Estadual de Saúde, Conselho Regional de Odontologia, da rede de saúde bucal e da Comissão de Saúde da Assembleia.

Ler 2075 vezes

Itens relacionados (por marcador)

Entre para postar comentários
Top