Imprimir esta página
Sicredi Fronteiras e Apae de Palma Sola confeccionam cartões de papel reciclável
Assessoria

Todos os dias, ao final do expediente, a unidade de atendimento Sicredi Fronteiras em Palma Sola, reúne inúmeras folhas de papel para descarte. São documentos e impressões antigas, rascunhos, dentre outros.

Para preservar as informações pessoais dos associados, contidas nessas folhas, o sigilo bancário, o material não deve ser descartado no lixo normal.

A partir de maio deste ano, a Cooperativa firmou parceria com a Apae de Palma Sola, que passou a reciclar esse material. Até então, os documentos eram incinerados em fábricas no município, gerando poluição.

Assim, com o início da parceria, os papéis passaram a ser triturados e encaminhados à Escola Especial Pequeno Guinter, onde são prensados, para a confecção de materiais artesanais, como cartões personalizados para festas comemorativas.

“A parceria foi importante para nós. Assim, estamos apoiando uma entidade que realiza um trabalho excepcional com pessoas especiais, contribuindo para que a entidade consiga gerar recursos financeiros para a melhoria da qualidade do ensino”, disse o gerente da unidade, Evandro Gindri.

Conforme a assistente social da Escola, Cácia Antoniolli, com os papéis são produzidas folhas de papel reciclado no tamanho A4, comercializadas por R$ 0,20 a folha, e os cartões comemorativos, que custam R$ 2,50. “O recurso obtido com a venda desses produtos é investido na compra de material didático e material de artesanato utilizado na escola”, disse.

A Cooperativa Sicredi Fronteiras também apoia o “Café Apaexonante”, realizado pela escola em maio, para angariar fundos.

Ler 2396 vezes

Itens relacionados (por marcador)

Entre para postar comentários