Richa anuncia reforço de mais 2.736 soldados no contingente da PM
Assessoria

AEN-PR, assessorias com Redação


O governador Beto Richa anunciou a incorporação de mais 2.736 soldados da Polícia Militar do Paraná, que irão atuar no Norte, Noroeste, Oeste, nos Campos Gerais, em Curitiba e Região Metropolitana e no Litoral.

São 2.169 policiais e 567 bombeiros militares. Todos concluíram o Curso de Formação de Soldados e os policiais já estão aptos à atuação ostensiva e preventiva.
“Temos a felicidade de anunciar esses novos profissionais, que irão reforçar e fortalecer a segurança pública no Estado”, afirmou Richa em Londrina, na primeira da série de solenidades de formatura dos novos soldados, que acontecem nesta semana. As outras solenidades de formatura de policiais ocorrerão em Maringá, Cascavel, Ponta Grossa e Curitiba.
O nome da turma de Londrina é “Protetores do Norte do Paraná”. São 427 soldados (394 policiais e 33 bombeiros) que se incorporam ao 2º Comando Regional da PM, responsável por 89 municípios da região. Na solenidade, com a presença da vice-governadora Cida Borghetti, Beto Richa entregou troféu aos militares que se destacaram no curso de formação. Ele recebeu uma placa das mãos do comandante do 2.º Comando Regional, tenente-coronel Marcos Antônio Wosny Borba.
Richa também anunciou o envio para Londrina, nos próximos dias, de 20 viaturas policiais locadas. “Os veículos irão reforçar o atendimento em Londrina, enquanto aguardamos a entrega das 1.100 viaturas novas, que já estão em licitação e que serão distribuídas a todas as regiões, a partir de critérios técnicos”, afirmou.
“O significado destes anúncios é a esperança da população em uma maior sensação de segurança”, afirmou o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati. “É fato que hoje Londrina, assim como todo o país, passa por um problema serio na área de segurança. Essa medida vai amenizar e melhorar a sensação de segurança da população”, disse ele.

MAIS CONTRATAÇÕES
O governador ressaltou a abertura de concurso para contratação de 50 profissionais da polícia científica, dentre eles toxicologista, médicos legistas e dentista para os IMLs. “Além disso, há 40 delegados da Polícia Civil concursados para serem chamados. Hoje temos delegados em todas as comarcas. Com mais 40 profissionais poderemos suprir uma ou outra deficiência que ainda existam”, disse o governador.
O governador Beto Richa anunciou ao concluir a formatura de quase 2.800 novos policiais e bombeiros, a contratação de mais 200 suplentes do concurso da Polícia Militar, que também concluíram a formação. “Chegamos, assim a quase 3 mil novos profissionais da Polícia Militar. Isso é uma demonstração clara da nossa prioridade à segurança pública, que é o grande clamor da população, e evidência da saúde financeira do Paraná”, afirmou o governador.
“Enquanto muitos estados estão com dificuldades de pagar seus servidores, graças ao ajuste fiscal que promovemos no Paraná, temos condições não só de pagar os salários como contratar novos servidores para uma área tão essencial como a segurança”, ressaltou.
Na solenidade de Curitiba, se formaram 1.098 soldados, sendo 786 policiais e 312 bombeiros, que atuarão na capital, na Região Metropolitana e no Litoral. A solenidade lotou o estacionamento do Palácio Iguaçu, com a presença maciça de familiares e amigos dos novos soldados. Muitos levaram crianças vestidas com a farda da Polícia Militar.
“Ver o entusiasmo e a alegria dos novos soldados nos indica que estamos no caminho certo”, afirmou o governador. Durante a semana, ele participou de formaturas, também, em Londrina, Maringá, Cascavel e Ponta Grossa.
Em Curitiba, o governador ressaltou, também, a assinatura, também nesta quinta-feira, do contrato de financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o Paraná Seguro, programa que concentra as diversas ações e investimentos em segurança. “Vamos investir fortemente em mais equipamentos, mais viaturas e em aperfeiçoamento dos nossos policiais”, disse ele.

MAIS AÇÕES
Os investimentos em segurança, afirmou Richa, incluem mais ações, dentro do Paraná Seguro, o único programa de investimentos em segurança pública já executado pelo Estado. Mais de 10,8 mil profissionais da segurança pública foram contratados desde o início do governo, em 2011. “A maior contratação de profissionais para a segurança foi feita neste governo”, disse ele.
Também já foram adquiridas e estão em operação 1.200 novas viaturas e, nos próximos meses, serão entregues mais 1.100 veículos. Além disso, o Governo do Estado alugou 250 viaturas para o patrulhamento em Curitiba e Região Metropolitana, além de reforçar a Operação Verão. “Também entregamos novas armas e munições às forças policiais, entre elas cerca de 900 pistolas da marca Glock e, em breve, faremos a entrega de armas de longo alcance, além dos coletes balísticos, que são entregues assim que recebemos dos fornecedores. O Estado comprou 8 mil coletes balísticos.
As ações incluem, ainda, compra de equipamentos, investimentos em inteligência e a realização sistemática de operações para prisão de traficantes e combate às drogas.

CAPILARIDADE
Para o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, o reforço de pessoal e de estrutura é significativo. “Mais efetivo sendo aplicado nas ruas, mais viaturas e armas trazem capilaridade maior, uma presença maior da polícia que vai reverter na diminuição dos índices de criminalidade”, disse ele. “A presença, principalmente do policiamento preventivo e ostensivo, traz reflexos imediatos na redução dos índices”, afirmou.
“Este reforço representa mais segurança e confiança que a sociedade pode depositar na Polícia Militar do Paraná, que com melhores condições, tanto qualitativa como quantitativa, assume o compromisso e a responsabilidade de ampliar os níveis de segurança e garantir a ordem pública”, declarou o comandante-geral da PM, coronel Maurício Tortato.
No Norte, segundo o comandante do 2º Comando Regional, todos os 89 municípios receberão algum nível de reforço, seja diretamente, com a locação dos novos policiais, ou através de remanejamento. “Em Londrina, por exemplo, o reforço está na ordem de 140 policiais militares”, disse ele.

FRONTEIRA
O governador enfatizou que o Oeste e o Sudoeste recebem um número maior de novos soldados, devido à proximidade com a região de fronteira. “É uma característica que exige planejamento especial”, disse Richa. Ele citou a criação, em 2012, do Batalhão de Fronteira, que reforçou o efetivo e a estrutura a atuação policial na região.
Os novos policiais designados para o Oeste e Sudoeste vão integrar o contingente do Batalhão de Fronteira, segundo o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato. “Acreditamos que com o aumento do efetivo conseguiremos níveis adequados de segurança na região. Nossos esforços são no sentido de seguir as orientações do governador de dar atenção especial a esta região”, disse ele.
“Estamos em uma cidade extremamente complicada, de fronteira”, disse o prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos. “Nosso município é um entroncamento muito importante geograficamente. A inserção de novos policiais, não só em Cascavel, mas em toda a região, traz uma sensação prática de segurança”, afirmou Paranhos.
O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, disse que as ações policiais na fronteira têm reflexo positivo imediato nas outras regiões do estado. “Então merece uma atenção especial, um efetivo reforçado, tanto de pessoal quanto de equipamentos, porque impacta em todos os demais municípios do Paraná”, afirmou Mesquita.

PRESENÇAS
Participaram da solenidade a vice-governadora Cida Borghetti; o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni; o chefe da Casa Militar, coronel Adílson Castilho Casitas; o comandante do 1º Comando Regional da PM, coronel Péricles de Matos; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; os secretários da Cultura, João Luiz Fiani; do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antonio Bonetti; do Planejamento e Coordenação Geral, Cyllêneo Pessoa; e de Assuntos Estratégicos, Flávio Arns; e os deputados estaduais Luiz Cláudio Romanelli, Mauro Moraes, Tião Medeiros, Alexandre Curi e Wilmar Reichembach.

- BOX 1-

Soldados destacam preparopara atuar junto à população
Os novos policiais e bombeiros militares que se formaram nesta semana passaram por dez meses de formação, com aulas teóricas e estágio operacional, acompanhados de profissionais experientes.
O soldado Wininton Pereira Temp, um dos formandos na solenidade de Curitiba, veio do Rio Grande do Sul para trabalhar no Paraná e destacou a boa qualificação promovida pela Polícia Militar. “O curso foi muito gratificante pela formação que tivemos. Morei por oito meses na Academia Policial Militar do Guatupê e agora, que me formo, espero ser reconhecido e que a instituição abra novas portas de qualificação”, disse. “A formação é longa, nos dedicamos bastante e estou pronto para atuar nas ruas” , afirmou.
Fernanda Leal contou que sempre sonhou em ser policial militar e se sente preparada para assumir a função no Batalhão de Polícia de Trânsito. “O curso foi bem longo e difícil, mas aprendemos a superar as dificuldades. Fiz estágio em três companhias do BPTran, no plantão de acidentes e nas blitz e operação Lei Seca. Foi a partir do contato com a população que tive a certeza de que quero ser policial”, ressaltou.
Ajudar a sociedade é também o desejo do soldado Gustavo de Souza Chiarello, que se formou bombeiro militar. “O foco dos bombeiros é servir a sociedade todos os momentos, 24 horas por dia e sete dias por semana. Tivemos uma boa preparação, com disciplinas de atendimento pré-hospitalar, combate a incêndio e atividades de campo. Estamos prontos”, afirmou

- BOX 2 -

Novos soldados cumpriram 1.500 horas-aula
Os soldados que se graduam no curso de formação passam por 1.500 horas-aula, ao longo de dez meses. O curso inclui estágios operacionais, em que os formandos atuam sob supervisão de superiores. Durante os primeiros meses de curso, os alunos policiais tiveram aulas teóricas e práticas de disciplinas como direito, defesa pessoal, tiro, técnica e tática policial, policiamento ostensivo e, principalmente, comunitário, além de direitos humanos, abordagem e outras da área policial.
Os bombeiros também passam por algumas destas disciplinas, mas têm outras específicas, como combate a incêndio urbano e florestal, salvamento aquático, terrestre e vertical, socorros de urgência, busca terrestre e aquática e defesa civil.
“Temos a convicção de que há um esforço importante para nosso trabalho”, disse o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Juceli Simiano Junior. “No primeiro momento eles trabalharão com profissionais mais antigos, unindo a experiência com a juventude e com a informação de ponta que esses novos bombeiros trazem em sua formação”, afirmou.
Junto com a parte teórica, os alunos fazem o estágio operacional supervisionado, acompanhados por policiais e bombeiros militares já formados e com experiência na atividade de rua e atendimento de ocorrências, são controladas e específicas.

Ler 1198 vezes

Itens relacionados (por marcador)

  • Prefeituras receberam quase R$ 20 milhões a menos em ICMS no semestre

    Gestores estão cortando despesas para enfrentar momento de crise nas contas públicas.

     

    Da assessoria/Amsop

    Apesar do aumento nos repasses de ICMS às prefeituras da região em junho, o primeiro semestre do ano terminou com queda de R$ 19,6 milhões nas transferências do imposto. Os meses com pior resultado foram abril e maio, quando a redução foi de 33% e 40%, reflexo da redução da atividade econômica em função das medidas de combate ao coronavírus.

     

    Os repasses de ICMS aos 42 municípios do Sudoeste totalizou R$ 261 milhões entre janeiro e junho deste ano, valor menor que os R$ 280 milhões do mesmo período de 2019, segundo levantamento feito pela Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná). E as transferências do imposto são apenas uma das que as prefeituras recebem do governo do Estado e Federal para custear despesas e realizar investimentos e que também foram afetadas. A arrecadação própria dos municípios (com IPTU, ITBI, ISS...) foi reduzida.

     

    A União está complementando parte do FPM e aprovou o repasse de dois auxílios emergenciais a estados e municípios, mas somente uma parte destes recursos chegou às prefeituras.

     

    Corte de gastos e cumprimento das obrigações

  • Sudoeste do Paraná tem mais de 481 mil eleitores

    A Justiça Eleitoral divulgou dados referentes ao mês de maio de eleitores que já estão aptos a votar nas eleições municipais de 2020.

  • SAMU Sudoeste abre inscrição para concurso público para 56 vagas

    O Consórcio Intermunicipal da Rede de Urgências do Sudoeste do Paraná (CIRUSPAR) vai abrir inscrições para Concurso Público no regime celetista, para contratação de 55 vagas e cadastro de reserva, do seu quadro de pessoal.

  • Engenheiros Químicos formados no Sudoeste podem mudar status econômico da região

    Primeiros graduados na UTFPR de Francisco Beltrão, em março passado, estão trabalhando para indústrias sudoestinas na transformação de produtos com valor agregado

  • PM e agentes evitam mais uma fuga de presos na PEFB

    Na madrugada desta segunda-feira (24) por volta de 03h20 policiais militares e agentes penitenciários que faziam monitoramento das câmeras de segurança da Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão, avistaram três detentos tentando fugir.

Entre para postar comentários
Top