Legislativo aprova piso nacional para Magistério
Assessoria

Em sessão ordinária, o Legislativo Municipal de Pinhal de São Bento, aprovou em segunda votação a implantação do piso nacional salarial para os professores da rede municipal de educação.

Presidida pelo vereador Clovis Vieira Velho, a projeto de lei foi apresentado pelo Executivo Municipal que argumentou a necessidade de valorizar os docentes que futuramente refletirá numa melhora gradativa na educação, através deste investimento.

No nível nacional, o ministro da Educação, Mendonça Filho, informou ainda no mês de janeiro que o novo piso salarial dos professores deve ser reajustado em 7,64% a partir de janeiro de 2017. Com o aumento, o salário-base passa para R$ 2.298,80.

O projeto de lei n.º 515/2017 em seu artigo 1º diz: O piso salarial profissional inicial das carreiras para os profissionais do Magistério Público da Educação Básica do Município de Pinhal de São Bento, Estado do Paraná, com carga horária de 20 (vinte) horas, será de R$ 1.150,02 (Um mil e cento e cinquenta reais e dois centavos) e de 40 (quarenta) horas será de R$ 2.300,04 (Dois mil e trezentos reais com quatro centavos), nos termos da Lei Federal n.º 11.738, de 16 de julho de 2008.

A implantação à nível de município “vem a valorizar os educadores que estão com seus salários defasados, vemos a implantação deste piso salarial como um investimento na educação” afirmou Clovis.

O projeto foi sancionado pelo prefeito municipal Jaime Ernesto Carniel e tem sua implantação imediata na folha de pagamento dos servidores do magistério.

Lido 698 vezes

Itens relacionados (por tag)

Entre para postar comentários
Top