Paraná se une a estados do Sul pela divulgação de destinos turísticos
Roberto Castro/MTur

Encontro promovido nesta terça-feira (18) no Ministério do Turismo, em Brasília, selou a parceria com os estados do Sul do Brasil para a divulgação de seus atrativos.

Durante a audiência com parlamentares e secretários de Turismo da região, o ministro Marx Beltrão recebeu o documento ‘O Sul é o seu Destino’, que sugere a promoção conjunta do Paraná, Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.

A área é conhecida por diversos cartões postais do turismo nacional, como Florianópolis e o interior catarinense; Curitiba e os encantos das Cataratas do Iguaçu, e Porto Alegre e os deslumbrantes cenários de cidades como Gramado, na Serra Gaúcha, entre vários outros.

O ministro determinou que a área técnica do MTur avalie as propostas apresentadas. “Quero elogiar a oportunidade de podermos juntos encontrar os melhores caminhos para promover os belos destinos do Sul. Reconhecemos a importância do Sul para o turismo, porque todos os seus estados têm atrativos capazes de encantar os visitantes”, afirmou Beltrão.

O secretário do Esporte e do Turismo do Paraná, Douglas Fabrício, afirmou que uma aproximação se faz bastante necessária. “É uma maneira objetiva de se tratar deste tema importante que é a promoção turística dos estados do Sul”. Ele lembrou que o Paraná tem excelente relacionamento com o Ministério do Turismo e isso é fundamental neste processo de parceria e apoio aos projetos turísticos do nosso estado”.

Para o presidente da Paraná Turismo, Jacó Gimennes, o momento é do turismo. “É o segmento certo para alavancar a economia regional e nacional. A partir desta audiência, iremos encaminhar de forma positiva a questão da promoção do turismo no Sul do Brasil”, observou.

POPULARIZAÇÃO DOS DESTINOS - O ministro Marx Beltrão enfatizou, porém, que cada estado deve manter trabalhos pela popularização de seus destinos. Beltrão também pediu o apoio dos congressistas para as pautas do turismo no Congresso Nacional, como os projetos que dispõem sobre a revisão da Lei Geral do Turismo, a abertura de empresas aéreas ao capital estrangeiro e o novo modelo de atuação da Embratur. O ministro defendeu ainda que técnicos do MTur e representantes de municípios da região sul definam formas de acelerar obras financiadas com recursos federais, a partir de reuniões nos estados.

Lido 1318 vezes
Entre para postar comentários
Top