Quinta, 04 Maio 2017 10:08

Empresas ganham em competitividade com o Selo Alimentos do Paraná

Escrito por
Representantes das empresas, acompanhados de consultores da Regional Sul do Sebrae/PR, receberam a certificação em Curitiba Representantes das empresas, acompanhados de consultores da Regional Sul do Sebrae/PR, receberam a certificação em Curitiba Bruno Tadashi/Fecomércio PR

O terceiro ciclo do Programa Selo Alimentos do Paraná foi concluído no dia 19 de abril, em cerimônia realizada na Mercosuper 2017.

Ao todo, 80 empresas, entre agroindústrias, indústrias e distribuidoras de alimentos e bebidas de pequeno porte de diversas regiões do Estado receberam a chancela. Da região sudoeste do Paraná, sete receberam o Selo, que atesta a garantia da segurança alimentar e a excelência em gestão das empresas produtoras. Outros 25 empreendimentos sudoestinos estão em processo de certificação.

Para Sabino Oltramari, gestor do projeto de Alimentos e Bebidas na Regional Sul do Sebrae/PR, a participação das empresas demonstra o comprometimento com a qualidade dos produtos e processos e com o crescimento empresarial. “Obter o Selo Alimentos do Paraná é materializar a preocupação da empresa em oferecer ao mercado produtos oriundos de processos reconhecidos pela sua qualidade, além de reconhecer a maturidade e qualidade da gestão da empresa”, reflete Sabino.

De acordo com o consultor do Sebrae/PR, o projeto conta atualmente com 32 empresas, que buscam evoluir os indicadores de qualidade e gestão. Neste ano, cinco empresas renovaram a certificação e duas conquistaram o selo pela primeira vez.

O frigorífico Frispar, de Marmeleiro, teve renovada a certificação. Sócio e diretor financeiro do Frispar, Giovani Tolotti aponta a evolução entre a obtenção do Selo e a revalidação, em 2017. Segundo o empresário, o primeiro ano com o Selo serviu para mostrar ao mercado a qualidade dos produtos. “No segundo ano, buscamos melhorar ainda mais a nossa pontuação. Agora que conseguimos, pensamos em fazer um evento com nossos principais clientes, para que possam conhecer o projeto e nossa empresa”, diz Tolotti. Fundado em julho de 2014, o frigorífico conta com 40 colaboradores e comercializa carne bovina (cortes com osso e também desossados) no Paraná e Estados vizinhos.

Nas embalagens

Os Moinhos Hermann, de Clevelândia, também receberam o Selo Alimentos do Paraná. Diferentemente do Frispar, foi o primeiro ano de participação da empresa, que existe há 15 anos, mas só passou a atuar no ramo alimentício a partir de 2014.

Com a intenção de implantar as Boas Práticas de Fabricação, a empresa procurou o Sebrae/PR e acabou conhecendo o projeto de certificação da qualidade.

Segundo a nutricionista Pricila Reolon, responsável pelo controle de qualidade dos Moinhos Hermann, a busca pelo Selo foi estratégica, mostrando para colaboradores e clientes que a empresa preocupa-se com a qualidade dos produtos. “Conquistamos a primeira certificação de qualidade da empresa. Não perdemos tempo e já colocamos o Selo Alimentos do Paraná em nossas embalagens, para divulgar a conquista”, revela Pricila.

Atualmente, os Moinhos Hermann contam com 23 colaboradores e vendem seis tipos de farinhas para panificação. Tanto o moinho quanto o frigorífico preparam-se para participar das rodadas de negócios do Selo Alimentos do Paraná. A etapa na região Sudoeste está marcada para o dia 25 de agosto, em Pato Branco.

O Selo

Realizado pelo Sebrae/PR, em parceria com a Fecomércio PR, Fiep, Associação Paranaense de Supermercados (Apras) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), o programa objetiva a melhoria de processos produtivos, aprimoramento da qualidade e boas práticas de gestão em empreendimentos de micro e pequeno porte do segmento de alimentos e bebidas, dentro do Modelo de Excelência da Gestão (MEG), da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). Todo o processo tem como avaliador o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

Lido 608 vezes
Entre para postar comentários
Top