Marreco empata com Assoeva no confronto de ida da semifinal
Assessoria

Tudo igual. Foi dessa forma que terminou o confronto de ida das semifinais da Liga Nacional de Futsal (LNF) no Complexo Esportivo Arrudão, em Francisco Beltrão, domingo (5).

Jogando em casa, o Marreco começou atrás no placar, mas conseguiu se recuperar e equalizou o confronto duas vezes. Assim, o resultado final ficou em 2 a 2, com gols de Sinoê e Barbosinha para o Marreco, e de Daniel e Ygor para a Assoeva. A partida de volta será na semana que vem em Venâncio Aires, no Rio Grande do Sul, no dia 12 de novembro, às 12h30 (de Brasília), com transmissão do SporTV, e quem vencer no tempo normal, leva a vaga para a final. Em caso de novo empate, a Assoeva joga por um empate na prorrogação. Na outra chave, o Foz Cataratas derrotou o Joinville por 2 a 1 no sábado, em Foz do Iguaçu (segundo jogo será dia 11/11 às 13h, em Joinville).
“Não tem nada definido, a equipe jogou bem, infelizmente saímos atrás no placar, mas agora é buscar o resultado lá em Venâncio”, comentou Barbosinha, autor de um dos gols do Marreco.

Daniel marcou o primeiro gol do jogo. E foi para os visitantes. Faltando 14m26, o atleta da Assoeva conseguiu uma jogada pela direita, fez uma tabelinha com Caio Jr., ajeitou e tocou com categoria no canto. O Marreco deu o troco com Sinoê após um rápido contra-ataque. Na bola de Canhoto, ela bateu no defensor e sobrou para a cabeça do jogador a 4m30 para o término do primeiro tempo. Sol Sales poderia ter conseguido a virada se não tivesse perdido um gol sem goleiro, praticamente na cara. Chutou para fora com a jogada limpa, ainda que de alguma distância.

O segundo tempo começou animado, e Marcilio, que começou no banco da Assoeva, entrou para incendiar o jogo. Ele deu uma caneta sensacional faltando pouco mais de 18 minutos para o fim do duelo. Mas o gol aconteceu faltando 16m3, com Ygor. E foi para os visitantes: 2 a 1. Depois de boa jogada pela esquerda, ele finalizou com a bola quicando cruzada no canto do goleiro.
Foi aí que Suelton tomou cartão vermelho direto faltando 10m49. Ele deu uma banda no jogador Sacon, que ia direto para o gol, sozinho. A falta foi providencial, pois poderia ter decretado a vitória da Assoeva, com a anotação do terceiro gol. Só que, mesmo com um a menos, o Marreco conseguiu roubar a bola e igualou de novo para a vibração da torcida que superlotou o Arrudão e fez uma bela festa esportiva. O caldeirão explodiu quando Barbosinha pegou um rebote de um chute na trave e mandou no ângulo: 2 a 2. Faltando pouco mais de 10 segundos, os visitantes quase marcaram em chute de longe, mas ficou por isso mesmo.
As quatro equipes que estão na semifinal nunca conquistaram um título, por isso, o técnico Baiano, destaca que nada está definido e tudo pode acontecer. Qualquer uma das equipes pode ser campeã e o Marreco fará tudo para conquistar este título inédito.

Lido 59 vezes

Itens relacionados (por tag)

  • Marreco empata com Assoeva no confronto de ida da semifinal

    Tudo igual. Foi dessa forma que terminou o confronto de ida das semifinais da Liga Nacional de Futsal (LNF) no Complexo Esportivo Arrudão, em Francisco Beltrão, domingo (5).

  • Pinhal de São Bento fatura ouro no Futsal Feminino B

    Na tarde de quarta-feira (28), as meninas do Colégio Estadual Presidente Vargas (Pinhal do São Bento) venceram a equipe do Colégio Estadual Júlio Giongo (Pranchita) e garantiram o ouro no Futsal Feminino B dos Jogos Escolares do Paraná, fase regional, disputados em Santo Antônio do Sudoeste. O placar foi de 3 a 0, dando o titulo para as atletas Pinhalenses.

  • Festa esportiva em Santa Izabel do Oeste

    Na noite de terça-feira, 20, o esportista izabelense e da região que gosta do Futsal pode acompanhar um grande espetáculo, no Ginásio Municipal de Esportes, onde jogaram amistosamente, APAFI/Futsal de Santa Izabel do Oeste e Cresol Marreco de Francisco Beltrão.

  • São Paulo enterra tabu brasileiro e volta à semi após 6 anos

    Caiu no Horto, tá morto”? Não para o São Paulo. O Tricolor segue mais vivo do que nunca na Libertadores.

  • Marreco vence a 1ª pela Liga Nacional de Futsal

    Francisco Beltrão e região puderam ver um jogo que vai ficar na história do time beltronense e na memória das três mil pessoas (2.500 pagantes, mais crianças, idosos, sócios e estudantes) que foram ao ginásio Arrudão na noite de segunda-feira, 16, e viram o Marreco vencer o Sorocaba, de virada, por 5x3.

Entre para postar comentários
Top