Terça, 19 Dezembro 2017 08:58

Municípios do Interior aumentam participação no PIB do Paraná

Escrito por
Municípios do Interior aumentam participação no PIB do Paraná Assessoria

Municípios do interior do Estado conquistaram, em 2015, a participação recorde de 60,7% na formação do Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (14/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes).

No ano anterior, a participação do Interior havia sido de 60% e, em 2010, de 55,3%. A Região Metropolitana de Curitiba (RMC) ficou com 39,3%, contra 40% no ano anterior. “Uma das nossas metas de governo era levar o desenvolvimento para todo o Paraná e elevar a qualidade de vida dos paranaenses. Este estudo mostra que seguimos caminhando na direção certa”, afirmou o governador Beto Richa. O fortalecimento dos municípios, segundo ele, reflete uma política de interiorização e descentralização da economia, que promove constante redução dos desequilíbrios regionais.

O secretário estadual do Planejamento e Coordenação Geral, Juraci Barbosa Sobrinho, comentou que o resultado faz parte de uma estratégia da gestão. “Desde janeiro de 2011, os municípios do Interior estão em constante evolução econômica, respondendo por uma fatia maior do PIB, o que reverte uma tendência anterior a este período”, disse.

Para o diretor-presidente do Ipardes, Júlio Suzuki Júnior, a diversificação produtiva e a industrialização da produção agropecuária têm funcionado como propulsores dos municípios do interior. “Muito também se deve à migração de investimentos para o Interior, atraídos pelo programa de incentivos Paraná Competitivo, que favoreceu principalmente estes municípios”, comentou.

MENORES

Os dados mostram também que houve um crescimento da participação dos municípios com menos de 100 mil habitantes na economia do Estado. Em 2010, eles representavam 35,4% do PIB paranaense. Em 2015, essa presença chegou a 38,1%.

Os municípios pequenos também foram destaque na questão do PIB per capita. O campeão do Estado foi Saudade do Iguaçu, na região Sudoeste, com renda de R$ 114,1 mil por habitante. A economia da cidade é fortemente influenciada pelas operações da usina de Salto Santiago, no Rio Iguaçu, que é uma das maiores do Sul do País. Em seguida vem Araucária, com PIB per capita de R$ 104,5 mil; Indianápolis (R$ 86,4 mil), Cafelândia (R$ 82 mil) e São José dos Pinhais, com R$ 76 mil.

RANKING NACIONAL

Suzuki Júnior destacou o resultado paranaense no ranking nacional das economias municipais. “Entre as 100 maiores forças econômicas do País estão oito municípios do Paraná, o que é uma marca excelente para o Estado”, disse.

São eles: Curitiba, em 5º lugar nacional, com PIB de R$ 83,8 bilhões; São José dos Pinhais, em 34º no ranking, com PIB de R$ 22,7 bilhões; Londrina (PIB de R$ 17,7 bilhões); Maringá (R$ 15,4 bilhões); Araucária (R$ 13,9 bilhões); Foz do Iguaçu (R$ 12 bilhões); Ponta Grossa (R$ 11,8 bilhões) e Cascavel (R$ 10,1 bilhões).

Lido 86 vezes
Entre para postar comentários
Top