Estar sempre atento é a melhor forma de se proteger contra os perigos da rede
O Brasil é um dos países em que as pessoas mais utilizam a Internet, rede de computadores mundial em que é possível buscar informações, fazer compras, trocar e-mails, entre outras atividades.
Essa ferramenta tão presente e necessária no dia-a-dia, de alguns relativamente nova: foi na década de 90 que a Internet começou a se popularizar por aqui. Devido a isso, muitos aspectos relacionados ao seu uso ainda estão sendo estudados e gradativamente regulamentados por lei. Alguns crimes, como a pedofilia ou os golpes contra sites bancários, por exemplo, já são devidamente punidos, mas mesmo assim é preciso ficar atenta à utilização da rede. Golpes e vírus De tempos em tempos vêm à tona histórias de quadrilhas que agem na Internet, roubando dinheiro de pessoas ou de bancos, o que coloca em xeque a segurança na utilização de serviços como compras, pagamento de contas ou qualquer outro que envolva dados pessoais. Porém, a maioria das fraudes acontece fora das paginas oficiais dos bancos, por exemplo, em envio de e-mails falsos que pedem dados como RG, CPF, endereço e senha. Os vírus de computador também tornaram-se mais eficazes e perigosos com a Internet. Eles podem estar escondidos em e-mails e, por isso, é importante ter um antivírus instalado em seu micro e não abrir mensagens duvidosas. De olho nos jovens Crianças que adoram ficar horas e horas na Internet precisam ter acesso monitorado pelos pais. Quem não se lembra do perigo de envolvimento entre o personagem Rique, em América, com um pedófilo por meio de salas de bate papo? E quanto aos adolescentes, que tem maior acesso a Internet longe dos pais, como orientá-los? Por meio de um diálogo franco e disposição para tirar dúvidas, os jovens devem ser alertados sobre os riscos de apostar em um envolvimento amoroso com desconhecidos e ficar atentos com câmeras. Há alguns meses, um adolescente do Rio de Janeiro disponibilizou na Internet um vídeo em que ele aparece tendo relações sexuais com a sua namorada, sem o consentimento da garota, que sofreu os prejuízos de ter um momento intimo popularizado a pessoas do mundo inteiro. Proteja-se - Escolha contas de e-mails que contenha o serviço de antivírus: alguns são gratuitos; - Nunca digite sua senha bancaria em e-mails ou em sites suspeitos; - Nunca forneça informações pessoais sem antes checar se quem os solicita é idôneo; - Não abra anexos ou e-mails de quem você não conhece; - Não deixe gravado seu e-mail ou senha em um computador público. Certifique-se também de sempre clicar no link “sair” ou “desconectar” quando encerrar o acesso ao seu e-mail; - Quando movimentar dados no site do seu banco observe se existe um pequeno cadeado fechado na parte inferior do seu navegador. Isso indica maior segurança.
Ler 5552 vezes
Entre para postar comentários
Top