Imprimir esta página
SIO recebe visita de antropólogo que realizou estudo sobre agricultura familiar do município

Foi em 1986 que o Doutor em Antropologia, o Holandês Franz Papma morou no município de Santa Izabel do Oeste e realizou durante três anos uma pesquisa na Comunidade de São Judas Tadeu a respeito da Agricultura Familiar.

“Na Holanda a agricultura bem avançada é a familiar e aqui no Brasil a agricultura avançada é a que entra com a inovação tecnológica, como a produção de soja em grande escala, contribuindo com o desaparecimento da agricultura familiar. Isso nos surpreendeu e foi por isso o motivo do meu estudo”.
O estudo realizado por Papma na época rendeu um livro no idioma inglês, que em breve deverá ser traduzido para o português.

REENCONTRO

Após 33 anos, Papma retornou ao município na quinta-feira (31), acompanhado do vice-presidente da Cresol de Francisco Beltrão; Luiz Tomacheski, de Chistophe de Lannoy e do vice-presidente da Cresol de Santa Izabel do Oeste; Antônio Teles, o grupo visitou a Prefeitura de Santa Izabel do Oeste onde foram recepcionados pelo Secretário de Meio Ambiente Gelsi Dutra, pela Secretária de Assistência Social Alice Fiamoncini e pelo técnico da secretaria Douglas Kempa. Na sequência o secretário Gelsi acompanhou o grupo até a Comunidade de São Judas, reencontrar o local de estudo da pesquisa e a comunidade que acolheu Franz em 1986.

Porém, dessa vez o motivo que trouxe o pesquisador ao município foi diferente, como ao longo dos últimos anos Franz se especializou em Desenhista de Sistemas de Certificação Orgânica, ele desenhou um controle de certificação, devido à preocupação com a produção de queijo artesanal.

Essa visita ao município foi para dar uma palestra aos produtores de queijo local sobre o assunto, a ação é intermediada pela Cresol, dando continuidade ao projeto da cooperativa de Francisco Beltrão que teve o apoio da UTFPR, envolvendo 80 produtores.

Ler 76 vezes
Entre para postar comentários