Quinta, 16 Abril 2020 08:02

Beltrão deixará de arrecadar R$ 12,5 milhões nos próximos 90 dias

Escrito por
Beltrão deixará de arrecadar R$ 12,5 milhões nos próximos 90 dias Assessoria

A arrecadação da Prefeitura de Francisco Beltrão nos próximos 90 dias (período de abril a junho) terá uma queda de R$ 12,5 milhões.

O cálculo é da secretaria municipal de Fazenda, com base em estimativas da Secretaria Estadual da Fazenda e do Tesouro Nacional. As perdas atingem o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, FMP (Fundo de Participação dos Municípios), IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados), ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), transferências do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), transferências do Salário Educação e demais repasseso.

Diante deste cenário, o prefeito Cleber Fontana confirmou que adotará novas medidas de contingenciamento de recursos, reduzindo as despesas e investimentos realizados pela administração municipal. “O nosso objetivo é garantir o pagamento dos servidores municipais e manter os contratos de trabalho dos estagiários, PSS e terceirizados. Nesse momento é melhor perder um pouco e manter o trabalho. Também é preciso evitar que apenas alguns setores isolados sejam sacrificados”, define o prefeito. As medidas estão sendo preparadas pelo Executivo. Recentemente o prefeito reduziu seu próprio salário, do vice-prefeito e dos cargos comissionados. A economia estimada nos próximos dois meses deve superar os R$ 500 mil.

 

A arrecadação da Prefeitura de Francisco Beltrão nos próximos 90 dias (período de abril a junho) terá uma queda de R$ 12,5 milhões. O cálculo é da secretaria municipal de Fazenda, com base em estimativas da Secretaria Estadual da Fazenda e do Tesouro Nacional. As perdas atingem o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, FMP (Fundo de Participação dos Municípios), IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados), ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), transferências do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), transferências do Salário Educação e demais repasseso.

Diante deste cenário, o prefeito Cleber Fontana confirmou que adotará novas medidas de contingenciamento de recursos, reduzindo as despesas e investimentos realizados pela administração municipal. “O nosso objetivo é garantir o pagamento dos servidores municipais e manter os contratos de trabalho dos estagiários, PSS e terceirizados. Nesse momento é melhor perder um pouco e manter o trabalho. Também é preciso evitar que apenas alguns setores isolados sejam sacrificados”, define o prefeito. As medidas estão sendo preparadas pelo Executivo. Recentemente o prefeito reduziu seu próprio salário, do vice-prefeito e dos cargos comissionados. A economia estimada nos próximos dois meses deve superar os R$ 500 mil.

Ler 124 vezes
Entre para postar comentários
Top