Paraná já tem mais de 430 pacientes recuperados
Assessoria

O número de casos de Covid-19 no Paraná passa de mil confirmações. Do total, mais de 430 pacientes já estão recuperados, sendo mais de 230 do interior e cerca de 200 da capital.

As faixas etárias registradas que apresentam mais casos de recuperação são de 30 a 39 anos, com mais de 70 pessoas liberadas de tratamento da doença, e de 40 a 49 anos, com mais de 50 recuperados. A planilha aponta pacientes recuperados na faixa de idade com 10 meses de vida a mais de 90 anos de vida.

O Paraná registrava os primeiros seis casos, em 12 de março. De lá para agora a doença levou à morte 53 pessoas e no total 1025 moradores do estado têm o diagnóstico de Covid-19 confirmado laboratorialmente até a terça-feira, 21.

Dos 399 municípios, 107 municípios paranaenses já registram ao menos um caso de Covid-19 confirmado. Curitiba tem 373 casos, 36,64% do total de casos do Paraná. Londrina já confirmou 94 pacientes com a doença e Cascavel está com 64 e Maringá 41 registros positivos para o SARS-CoV-2. Os demais casos estão em 103 municípios do Estado.

Os óbitos foram registrados em 24 municípios, sendo Curitiba com a maior quantidade: 11 mortes em decorrência da Covid-19. Londrina teve sete mortes, Maringá cinco e Campo Mourão quatro, todas em consequência da doença. Outros 20 municípios somam 26 ocorrências. O primeiro caso de morte no Paraná ocorreu no dia 25 de março. A média de idade entre os mortes é de 66,1 anos, sendo que o paciente mais jovem tinha 34 anos e o mais idoso, com 95.

 

Sudoeste do Paraná

A 7ª Regional de Saúde, região de Pato Branco tem registros de casos confirmados em Pato Branco (14), Mariópolis (2), Chopinzinho (1), Vitorino (1) e Palmas (1). Também foi registrado um óbito, em Pato Branco,

A 8ª Regional de Saúde, região de Francisco Beltrão tem registros de casos confirmados em Francisco Beltrão (3), em Verê (2), Pinhal de São Bento (1), Dois Vizinhos (1). Em São João, a Secretaria Municipal de Saúde anunciou 2 casos confirmados, mas não estão no relatório da Secretaria de Estado de Saúde, pois aguardam a contra-prova do LACEN. Em Manfrinópolis foi registrado um caso, mas contabilizado na cidade de Niterói (RJ), pois a pessoa infectada trabalha no estado Carioca. Em Marmeleiro, a Secretaria de Saúde anunciou a conformação de um caso, mas a contra-prova do Lacen, deu resultado Negativo.

 

Brasil

Até o final da tarde de terça-feira, 21, o Brasil contabilizava no relatório do Ministério da Saúde, um total de 43.079 casos confirmados, sendo que destes, 22.991 (53,36%) já se recuperaram e 2.741 pacientes foram a óbito. A letalidade (morte entre os infectados) no Brasil é de 6,36%.

O primeiro caso da Covid-19 no Brasil ocorreu em 26 de fevereiro de 2020, após um homem de 61 de São Paulo ter retornado da Itália. Dados dão conta de que a Covid-19 já matou mais do que a H1N1, Dengue e Sarampo em todo o ano de 2019.

Para se ter ideia da dimensão da mortalidade que o Vírus está causando, o número de mortos no Brasil (2.741 até terça-feira) é superior a população de Pinhal de São Bento (2.731 habitantes).

 

Mundo

A Pandemia está atacando o mundo. A Covid-19 é uma doença respiratória aguda causada pelo Coronavírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave 2. A doença foi identificada pela primeira vez em Wuhan, na província de Hubei, República Popular da China, em 1º de dezembro de 2019, mas o primeiro caso foi reportado em 31 de dezembro de 2019. Em 11 de março de 2020, a Organização da Saúde (OMS) declarou o surto uma pandemia. Até ontem, a pandemia foi identificada em 210 países do mundo com os Estados Unidos tendo o maior surto com mais de 820 mil infectados e mais de 45 mil mortos. A Itália perdeu mais de 24 mil pacientes, a Espanha mais de 21 mil, a França mais de 20 mil, o Reino Unido mais de 17 mil e a China, país de origem do Vírus, tem contabilizados mais de 4.600 mortos.

No mundo, até terça-feira, 21, foram infectados 2.565.059 pessoas. Destes, 686.634 pacientes (26,7%) estão recuperadas. Do total de infectados, 177.496 pessoas não resistiram e foram a óbito tendo uma letalidade de 6,91%.

A mortalidade por causa do vírus no mundo, corresponde a extinção populacional de 28 dos 42 municípios do Sudoeste do Paraná. Os 177.496 mortos pela Covid-19 são superiores a população de: Boa Esperança do Iguaçu (2.503), Manfrinópolis (2.605), Pinhal de São Bento (2.731), Sulina (2.981), Bom Sucesso do Sul (3.237), Bela Vista da Caroba (3.511), Bom Jesus do Sul (3.541), Salgado Filho (3.580), Cruzeiro do Iguaçu (4.263), Flor da Serra do Sul (4.624), Nova Esperança do Sudoeste (5.046), Pranchita (5.157), Honório Serpa (5.274), Saudade do Iguaçu (5.427), Enéas Marques (5.996), Pérola D'Oeste (6.352), Mariópolis (6.581), Vitorino (6.827), Renascença (6.838), Verê (7.340), Coronel Domingos Soares (7.457), São Jorge D'Oeste (9.050), Barracão (10.219), São João (10.241), Nova Prata do Iguaçu (10.548), Planalto (13.620), Marmeleiro (14.320) e Santa Izabel do Oeste (14.659) que somados, totalizam 172.270 habitantes, número inferior ao total de mortos pela Covid-19.

É de se pensar, pois uma população equivalente a de 28 municípios do Sudoeste, já foi dizimada no mundo, só para uma doença, a Covid-19 que até o momento não tem um remédio ou vacina que controle, a não ser a recomendação da organização Mundial de Saúde, de isolamento social.

O mundo adotou além do isolamento social, outras duas medidas que podem prevenir: uso de máscaras e do álcool gel, sem esquecer do principal: lavar as mãos com água e sabão. O cuidado com a higiene é fundamental para que vidas sejam preservadas.

Ler 120 vezes

Itens relacionados (por marcador)

  • Traiano diz que cooperação entre poderes coloca o Paraná no caminho certo contra a Pandemia

    O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSDB), ressaltou na terça-feira (14), durante uma reunião virtual realizada com os chefes dos Poderes do Estado, a importância da colaboração entre as instituições constituídas para trabalhar na luta contra a pandemia causada pelo novo coronavírus.

  • Prefeituras receberam quase R$ 20 milhões a menos em ICMS no semestre

    Gestores estão cortando despesas para enfrentar momento de crise nas contas públicas.

     

    Da assessoria/Amsop

    Apesar do aumento nos repasses de ICMS às prefeituras da região em junho, o primeiro semestre do ano terminou com queda de R$ 19,6 milhões nas transferências do imposto. Os meses com pior resultado foram abril e maio, quando a redução foi de 33% e 40%, reflexo da redução da atividade econômica em função das medidas de combate ao coronavírus.

     

    Os repasses de ICMS aos 42 municípios do Sudoeste totalizou R$ 261 milhões entre janeiro e junho deste ano, valor menor que os R$ 280 milhões do mesmo período de 2019, segundo levantamento feito pela Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná). E as transferências do imposto são apenas uma das que as prefeituras recebem do governo do Estado e Federal para custear despesas e realizar investimentos e que também foram afetadas. A arrecadação própria dos municípios (com IPTU, ITBI, ISS...) foi reduzida.

     

    A União está complementando parte do FPM e aprovou o repasse de dois auxílios emergenciais a estados e municípios, mas somente uma parte destes recursos chegou às prefeituras.

     

    Corte de gastos e cumprimento das obrigações

  • Em 24 horas, Brasil soma 41,8 mil casos e 1,3 mil mortes

    A atualização diária divulgada pelo Ministério da Saúde na terça-feira, 14, registrou 41.857 novos casos do novo coronavírus e 1.300 óbitos por Covid-19 confirmadas entre a segunda-feira e ontem.

  • Estado impõe medidas mais restritivas para conter avanço da Covid

    Decreto emitido nesta terça-feira (30) propõe ações rígidas que devem ser adotadas em municípios onde estão concentrados 75% dos casos de infecção. Documento estabelece que apenas serviços essenciais podem continuar funcionando normalmente.

  • Sudoeste do Paraná tem mais de 481 mil eleitores

    A Justiça Eleitoral divulgou dados referentes ao mês de maio de eleitores que já estão aptos a votar nas eleições municipais de 2020.

Entre para postar comentários
Top