Posicionamento da Amsop sobre o reinício das aulas

A Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná - AMSOP - através do seu Presidente, Prefeito Maurício Baú, vem por meio deste manifestar que as aulas nas redes públicas municipais de ensino não podem ser retomadas em setembro, conforme anunciou o Governo do Estado recentemente.

A entidade, que congrega e representa os 42 municípios da região, se reuniu por videoconferência com gestores da Educação municipal e estadual, prefeitos, chefes de núcleos e deputados para discutir o assunto e as autoridades foram unânimes em reconhecer que o momento não é o mais adequado para o retorno das atividades presenciais.

Entre os argumentos expostos estão os seguintes:

1) Assim como o Estado, as prefeituras também adotaram o ensino remoto para encaminhar conteúdos, ministrar aulas e acompanhar atividades, modelo que vem suprindo o formato presencial.

2) O acompanhamento da entidade quanto à evolução no número de casos na região aponta que a pandemia, especialmente no Sudoeste, continua crescendo, não sendo, portanto, o momento de flexibilizar novas atividades.

3) Conforme as recomendações das autoridades de saúde, não seria possível colocar professores que se enquadrem nos grupos de risco em sala de aula, o que demandaria a contratação de mais profissionais para substituí-los.

4) Considerando que restaria menos de um terço do ano letivo para ser concluído, os gestores do Sudoeste acreditam que é mais viável continuar com o modelo online de aulas até que se tenha um cenário seguro para professores, alunos e famílias.

5) Por fim, os gestores consideram que a prioridade neste momento deve ser o controle do contágio nos municípios, seguindo a orientação técnica e que, diferente de outras atividades, as aulas presenciais possuem especificidades que a tornam mais vulneráveis ao risco de transmissão da Covid-19, carecendo, portanto, de dados que apontem para o controle da doença na região para uma retomada segura.

Ler 42 vezes
Entre para postar comentários
Top