Telefonia pós-paga é serviço com mais queixas na pandemia

A operadora TIM foi a companhia que mais acumulou reclamações no mesmo período.

Fonte: podecomparar


Muitos foram os fatores que impactaram nas telecomunicações ao longo da pandemia. Primeiro, o tráfego de rede aumentou significativamente até chegar à quarentena e nove por cento no meio da pandemia. Isso significou que mais usuários estavam conectados e precisavam de ter mais informações, sejam elas sobre o vírus ou para estar por dentro das plataformas de entretenimento. Que ambos, o isolamento e distanciamento social, tenham aumentado o número de usuários conectados não deveria implicar um abalamento das estruturas de telecomunicações. No entanto, esse não foi o caso no Paraná, que viu como desde fevereiro, o número de reclamações contra operadoras de internet, telefonia e TV aumentava ininterrompidamente até agosto, último mês analisado, onde foi visto uma queda importante nas queixas. Resumindo, no levantamento feito pelo Podecomparar, foi observado que no segundo mês do ano, o número de queixas era de 11.791 e esse valor chegou até o máximo de 15.932 reclamações em julho. Veja o gráfico da evolução das reclamações registradas na Anatel no Paraná ao longo da pandemia.

Embora foi visto um aumento nas queixas dos clientes de outras prestadoras, Claro, Vivo, Tim e Oi continuam sendo as operadoras que mais acumulam queixas dos usuários.

De fato, o ranking das operadoras que mais acumularam reclamações desde fevereiro até agosto deste ano é o seguinte:

Tim: 29.597 reclamações

Claro: 26.219 reclamações

Vivo: 24.4475 reclamações

Oi: 20.184 reclamações

E qual foi o serviço com mais queixas?
A telefonia pós-paga foi o serviço que mais acumulou reclamações na pandemia, no total, foram registradas 36.098 solicitações contra operadoras que oferecem serviços pós. Em segundo lugar ficou a internet banda larga, com 22.914 queixas e a telefonia pré-paga, acumulou 17.422 reclamações. Tv por assinatura somente acumulou 5.842, sendo que este é um serviço que cada vez tem menos usuários, visto que muitos clientes escolhem contratar serviços streaming ao invés de contratar pacotes de TV por assinatura.

Ler 56 vezes
Entre para postar comentários
Top