Requião recebe críticas por ofender agricultores no interior
Ao utilizar a tribuna da Assembléia Legislativa na terça-feira (22), o deputado estadual e líder do PSDB, Ademar Traiano, criticou o comportamento do governador Roberto Requião (PMDB) durante a recente visita do governador ao município de Santo Antônio do Sudoeste. O parlamentar afirmou ter um CD com a gravação do discurso de Requião, mas, por respeito ao pedido do presidente da Casa, Hermas Brandão (PSDB), não colocou para que os demais parlamentares ouvissem.
De acordo com o deputado Traiano, Requião esteve em Santo Antônio para oficializar convênios que comprometem a administração municipal, e discursou à população e aos agricultores, chamando-os diversas vezes de “burros” e “imbecis”. “Eu disse que burrice não doía, se doesse, burro vivia zurrando, mas parece que ali no canto a burrice dói, porque estão zurrando feito burro”, disse Requião após ser vaiado pela população. “Não sou um governador de brinquedo, embora a ignorância de vocês não entenda” e “eu vi uma faixa de uns imbecis ali fora. Fomos enganados pelo Panela Cheia... Portanto, aquele pessoal da faixa lá atrás, me perdoe a franqueza e meta a faixa no (...)”, disse Requião, em discurso à população de Santo Antônio do Sudoeste. Para Traiano, isto demonstra desequilíbrio do governador. “Provado está o destempero e a falta de equilíbrio emocional de um homem que governa o Paraná, que não sabe enfrentar pequenas minorias que se organizam para protestar com relação ao seu governo”, ressaltou o líder tucano. Durante a explanação, Ademar Traiano recebeu apartes dos parlamentares Valdir Rossoni (PSDB) e Plauto Miró Guimarães (PFL), que demonstraram solidariedade. O deputado Plauto Guimarães comentou ainda, que quando o governador vai à Ponta Grossa, cidade que Plauto representa na Assembléia, comete o mesmo erro. “Cada manifestação que tem em Ponta Grossa, Requião me elege como contraponto”, afirmou. Segundo Ademar Traiano, “o governador deveria aprender a respeitar o voto, porque o voto é a essência da democracia e, acima de tudo, a manifestação popular”, finalizou o parlamentar.
Ler 680 vezes
Entre para postar comentários
Top