Qual é a importância do exame preventivo de próstata?

De 10% a 20% dos casos de câncer de próstata não são detectados pelo exame de sangue, e por isso o toque retal é imprescindível
Hoje, cerca de 25% dos tumores malignos que ocorrem no sexo masculino são de origem urológica, e dentre estes o mais freqüente e o segundo maior causador de mortes no Brasil é o câncer da próstata, sendo que sua maior incidência está na região Sul.

Dados da última campanha revelam que a cada três minutos um caso novo é registrado e a cada 24 minutos um óbito acontece no nosso país. Daí a importância do diagnóstico na fase inicial da doença, pois só é possível detectá-la por meio de exames preventivos regulares, realizados pelo menos uma vez ao ano. A descoberta tardia do câncer de próstata implica em uma menor chance de cura. Quanto mais jovem o indivíduo, mais agressivo será o tumor, se não for tratado a tempo e adequadamente.
A recomendação urológica é que o exame preventivo da próstata deve ser feito a partir dos 40 anos de idade, principalmente se houver algum caso anterior na família.
A doença torna-se perigosa por não apresentar sintomas em sua fase inicial, justamente quando pode ser curada. Se o câncer de próstata for diagnosticado precocemente, poderá ser tratado com elevada chance de cura, por cirurgia ou radioterapia.
A detecção pode ser feita com a ajuda do toque retal e do exame sangüíneo denominado PSA, que é uma substância produzida quase que exclusivamente pela próstata, indicando o seu estado de saúde.
De 10% a 20% dos casos de câncer de próstata não são detectados pelo exame de sangue, e por isso o toque retal é imprescindível e sempre deve ser feito, pois fornece outras informações importantes como o tamanho, a consistência e outras irregularidades prostáticas.
O exame preventivo da próstata, realizado pelo urologista, é fundamental para estabelecer o diagnóstico e o tratamento correto, tanto para doenças prostáticas benignas como malignas.
Recomenda-se também que nesta fase da vida do homem sejam realizadas outras avaliações tais como o desempenho sexual, alterações renais, disfunções miccionais, entre outras. Assim, uma visita regular ao urologista torna-se importante para uma avaliação mais abrangente da saúde masculina como um todo.
Edison Vannuchi, urologista
 

Ler 655 vezes
Entre para postar comentários
Top