Quarta, 29 Junho 2011 17:49

Raio-X

Escrito por

Salto do Lontra - O prefeito de Salto do Lontra, Luiz Carlos Gotardi está em Brasília. Na segunda-feira, 27, o prefeito acompanhou o andamento dos projetos nos Ministérios da Integração Nacional, Previdência Social e, Comunicações. Ontem e hoje, cumpre agenda na Câmara dos deputados e no Senado Federal, mantendo contato com lideranças políticas para que incluam projetos do município nas emendas parlamentares e de bancada.


Litro - Na sessão itinerante que aconteceu em Francisco Beltrão, a 4ª realizada pela Assembleia Legislativa do Paraná, o ex-deputado Luiz Fernandes Litro estava feliz quando ouviu que o curso de Medicina na Unioeste, terá lugar no sudoeste do Paraná. Para quem já não lembra, Litro foi o autor do projeto que fez com que o Governo olhasse o sudoeste. Muitos criticaram naquele momento. Hoje, já falam como realidade e será um grande avanço na região.

Saúde – Os deputados que integram a CPI do SUS, entre eles, o deputado Luersen, foram duramente criticados por pseudo líder da região (conseguiu em certo momento, dividir a Amsop), porque anunciaram que a CPI detectou que aqui no Sudoeste, há leitos sobrando. Como a situação foi gerada lá atrás, e atinge os seus, o aloprado saiu em defesa da incompetência que gestionava o setor de saúde no Estado. Agora, descobriram que no município do aloprado, foi feita a aquisição de um hospital para atender a população, consumindo na época, mais de R$ 250 mil. Lá funciona apenas um ambulatório, e segundo lideranças, a meio pau. O dito Hospital Gratuito, ou (a)Fundação de Saúde, tão propalada, deve ser lançada para efeito eleitoral. Enquanto isso, o povo fica enchendo ambulâncias, ou procurando o atendimento integral, com internamento a custo zero, no município vizinho. Números indicam, que no Paraná, a má gestão de saúde, pagava, mas não usava, milhares de leitos. Enquanto isso, faixas parabenizavam a conquista de ambulâncias do SAMU, ficando expostas por meses em praças públicas e depois encalhadas em garagens do Setor Rodoviário e que agora, os cidadãos terão que arcar com os custos para colocar em funcionamento.

Sinal amarelo? - O endividamento do brasileiro atingiu nível recorde. A dívida total das famílias no cartão de crédito, cheque especial, financiamento bancário, crédito consignado, crédito para compra de veículos e imóveis, incluindo recursos do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), corresponde a 40% da massa anual de rendimentos do trabalho e dos benefícios pagos pela Previdência Social no País, aponta um estudo da LCA Consultores ao qual o jornal O Estado de S. Paulo teve acesso. Se, do dia para noite, os bancos e as financeiras decidissem cobrar a dívida total das pessoas físicas, isto é, juros e o empréstimo principal, que chegou a R$ 653 bilhões em abril, cada brasileiro teria de entregar o equivalente a 4,8 meses de rendimento para zerar as pendências. Os cálculos levam em conta a estimativa da massa de rendimentos nacional, não apenas nas seis regiões metropolitanas.

Sinal amarelo? 1 - Em dezembro de 2009, a dívida das famílias estava em R$ 485 bilhões, subiu para R$ 524 bilhões em abril do ano passado e, em abril deste ano atingiu R$ 653 bilhões. Apesar dos ganhos de renda registrados nesse período, as dívidas abocanharam uma parcela cada vez maior dos rendimentos da população. Quase um ano e meio atrás, a dívida equivalia a 35% da renda anual ou 4,2 meses de rendimento. Em abril deste ano, subiu para 40% da renda ou 4,8 meses de rendimento. "Houve uma forte aceleração do endividamento", afirma o economista Wermeson França, responsável pelo estudo. Ele observa que uma conjugação favorável de fatores levou à disparada do endividamento do consumidor. O pano de fundo foi o crescimento econômico registrado no ano passado, quando o Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 7,5%. Além disso, bancos e financeiras abriram as torneiras do crédito, com juros menores e prazos a perder de vista.

Sinal amarelo? 2 - Dados de outro estudo intitulado "Radiografia do Endividamento das Famílias nas Capitais Brasileiras", da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), confirmam o avanço do endividamento do consumidor. De janeiro a maio deste ano, 64%, em média, das famílias que vivem nas 27 capitais do País tinham dívidas, ante 61% em igual período de 2010. O valor médio da dívida aumentou quase 18%, de R$ 1.298 mensais, entre janeiro e maio do ano passado, para R$ 1.527 mensais em igual período deste ano.

Sinal amarelo? 3 – O sinal vermelho já abriu para o comércio varejista. Pior do que não vender, é vender e não poder receber. O grande desenvolvimento amplamente divulgado no período eleitoral e que alavancou a eleição de muitos, começa a ser sentido na economia local. Para quem está no comércio, exige-se muita prudência. Para quem está à mercê de agiotas (bancos, financeiras e do discurso do governo), muita cautela. A melhor receita no momento, é esperar. Não mergulhar na compra desenfreada e no entusiasmo empregatício. Fala-se que aumentam os postos de trabalho, mas não se fala quanto o cidadão ganha e que qualidade este posto de trabalho está oferecendo para o desenvolvimento. Uma coisa é certa: Tem muita gente ao redor do pote e diminui muito mais, o número de quem abasteça este pote. Enquanto o brasileiro trabalha mais de 5 meses do ano para pagar impostos, o governo leva doze meses para gastar mal.

Eleições 2012 – A Comissão Municipal Pró-candidatura Única de Santa Izabel do Oeste se reúne no próximo sábado, dia 02, para discutir as estratégias e iniciar as conversações com os partidos para o entendimento e lançar apenas uma candidatura majoritária e uma chapa de candidatos a vereador. A harmonia e o entendimento em Santa Izabel do Oeste, nos últimos anos, rendeu amplo desenvolvimento, visto pelos izabelenses e por quem visita o município.

Quebra-molas – Com a construção de qubra-molas em vários pontos de rodovias da região sudoeste, diminuíram razoavelmente os acidentes de trânsito. Infelizmente, com a má educação de trânsito de muitos condutores, este é um mal necessário. Agora, tem quem exagerou. Construiu rotatórias e na sequência, murunduns. Ou está sobrando dinheiro para jogar fora, ou falta gestão de trânsito em suas cidades.

Congratulações – Recebemos da empresa Michelin Pneus, fabricante de pneus que conta com a empresa Redisa Pneus em Santa Izabel do Oeste como representante para quase 30 municípios da região, os agradecimentos pela boa matéria editada sobre a inauguração da Redisa Pneus e lançamento de produtos da indústria.

Congratulações – Clientes e amigos parabenizando a eleição do diretor do Jornal Novo Tempo, Sérgio Jonikaites para a vice-presidência da Adjori-Brasil, acumulando no momento, com o cargo de presidente da Adjori/PR. Destacamos: Prezado Jonikaites. Parabenizo o Diretor deste conceituado Jornal, pelo destacado prestígio junto a imprensa nacional. Esta conquista - Vice-Presidência da Adjori-Brasil, certamente não é só da pessoa Sérgio Jonikaites, mas principalmente do bom trabalho jornalístico que tem sido prestado ao longo dos anos de atividade deste conceituado jornal. Camilo de Toni. Camilo é advogado em Realeza.

Ler 735 vezes
Mais nesta categoria: « RAIO - X Raio-X »
Entre para postar comentários
Top