VIDA DOMADA

Juarez Alvarenga
Conforme a idade a vida apresenta seu perfil. Desarrumada, desvairada e arrumada são algumas de suas peculiaridades. Em cada existência humana ela flutua com o tempo. A vida é como uma cor de uma pintura que com o decorrer do tempo vai perdendo sua tonalidade, cabendo a nós retocar sempre.


Nos tempos idos de minha existência a vida era como um peão na hora exata da montaria num rodeio rural. Ou seja, um tormento indomável. Seu estado natural era de agitação total. Ou como um grupo de adolescentes dentro do carro bêbados saindo da balada viajando desgovernadamente para sua cidade depois do baile. Enfrentava as ondas sem pranchas e nadava sem direção. Chequei a afogamentos profundos e a volta a tona foi com a ajuda da sorte e da ciência.

Depois de tantos desencontros nos trevos existenciais escolhi uma estrada de saída. Os primeiros quilômetros foram de insegurança e de falta de pericia juntamente com o desconhecimento da estrada. Passando este período critico com perseverança e determinação levou ao encontro do alvo certeiro de um destino promissor.

Hoje ando independentemente das circunstancias naturais do tempo e com segurança total. Tenho bussola e sei os ritmos que devo dar aos meus passos.

No tempo presente a vida para mim é a tranqüilidade da sacada de minha casa a meia noite quando a cidade toda dorme e eu ainda lendo ouço os sapos cantarem no brejo ao lado trazendo a sensação de leveza vivencial. Ou às 20 horas assistindo o “JORNAL NACIONAL” depois do banho de chinelas nos pés com a sensação de ordem dentro do meu cotidiano. Ou ainda a sensação da qualidade do sono de um bebe recém nascido. Ou finalmente a sombra frondosa de uma arvore a beira da estrada de roça tomando um suco de maracujá.

Seja qual for à situação de sua vida na época atual não desespere. Mudanças significativas nasceram dos extremos. Se no momento sua vida está desarrumada ou desvairada aprenda que nos trevos existenciais sempre existirá uma estrada certeira, basta apenas fecharem os caminhos errados caminhando que por eliminação sobrará à unica estrada de seu destino iluminado.

*JUAREZ  ALVARENGA - ADVOGADO E ESCRITOR
R: ANTÔNIO B. FIGUEIREDO, 29 - COQUEIRAL - MG
FONE: 35  91782821 - E MAIL: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Ler 586 vezes
Entre para postar comentários
Top