Política - Jornal Novo Tempo
A senadora Heloísa Helena, candidata do Psol à Presidência da República, disse que nunca imaginou que o governo do ex-colega de partido, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fosse articular um esquema como o mensalão.
Os líderes do PFL, PSDB, PPS, PMDB e até do PT já discutem nos bastidores pelo menos duas fórmulas para afastar da presidência da Câmara o deputado Severino Cavalcanti (PP-PE). Além do impedimento por um processo formal de cassação do mandato, na hipótese de vir a ser comprovada quebra do decoro parlamentar, está em pauta o voto de desconfiança para forçar sua renúncia. A revista Veja desta semana traz a denúncia de que Severino recebia "mensalinho" de R$ 10 mil.
O relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, deputado federal Osmar Serraglio (PMDB-PR), afirmou que operar caixa dois numa campanha é fraudar as eleições. Serraglio atacou o discurso de que o caixa dois é uma prática normal, generalizada na política brasileira. “Eu acho que o cara que diz isso, que faz uma confissão dessa, deveria ser preso na hora”, disse.
A execução orçamentária da União até o início deste mês revela a inércia do governo Luiz Inácio Lula da Silva diante da mais profunda crise dos tempos recentes do país. Levantamento feito pelo Jornal do Brasil, junto ao Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi), mostra que o ano projetado em janeiro pelo presidente Lula para ficar marcado como o ''das realizações e dos investimentos'', pelo menos, até agora, parece sucumbir às turbulências que tomaram conta da área política. Dos R$ 22 bilhões em investimentos previstos no orçamento 2005, apenas R$ 886,8 milhões haviam sido gastos pelo governo até o final de julho - o equivalente a 4% do total. Os investimentos deixariam a desejar mesmo se fossem incluídos os chamados restos a pagar do exercício anterior desembolsados esse ano. Somariam apenas R$ 3,4 bilhões (15,4%).
O vice-governador Orlando Pessuti e o deputado Caito Quintana realizaram no final de semana um roteiro de visitas pela região.
O depoimento de Duda Mendonça, confirmando que as campanhas publicitárias do PT em 2002 foram pagas com caixa dois e parte dos recursos foi encaminhado a empresas off shore nas Bahamas destruiu o resto de auto-estima que o PT tinha no Congresso. Em clima de velório, parlamentares da esquerda da legenda divulgaram em plenário uma nota, cobrando punições e explicações aos envolvidos no escândalo de corrupção. Muitos deputados não resistiram e choraram em plenário. “Este é um dos dias mais tristes da minha vida. Estamos aqui nos lembrando de tantos que morreram pela construção deste sonho e quantos militantes continuam se esforçando para que ele se realize”, declarou Walter Pinheiro.
O deputado estadual Luiz Fernandes “Litro” marcou presença mais uma vez na cidade de Palotina, onde realizou-se o 4º Encontro Regional do PSDB, promovido pelo Diretório Municipal daquela cidade.
O vice-governador Orlando Pessuti e o deputado Caito Quintana realizaram no final de semana um roteiro de visitas pela região.
Os problemas relacionados à segurança na região serão discutidos neste sábado, 6, no 1º Seminário de Segurança Pública do Sudoeste do Paraná.
O presidente do PL, deputado Valdemar Costa Neto (SP), acusado de envolvimento no suposto esquema do "mensalão", renunciou segunda-feira ao cargo parlamentar. Com isso, Costa Neto consegue manter seus direitos políticos e se livra de um eventual processo de cassação. Em seu discurso, o presidente do PL confirmou que recebeu dinheiro irregular do PT e se justificou dizendo que foi "induzido ao erro". "Reconheço que fui induzido ao erro.
Página 198 de 198
Top