Política - Jornal Novo Tempo
Continua alto o percentual de pessoas que não têm interesse nas eleições para presidente da República.
Reunião segunda-feira (03/10) levou lideranças e parlamentares do Sudoeste do Paraná à sede do CEFET-PR, em Curitiba, instituição que, até o final do mês de outubro, atenderá pelo status de Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), a primeira do Brasil neste ramo de ensino.
Nos últimos minutos antes do fim do prazo legal, às 19h de quarta-feira, para protocolar as candidaturas para o governo do Paraná, Senado, deputado estadual e federal, no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), a novidade ficou por conta do aumento do número, 8 para 11, dos nomes que disputarão o Palácio Iguaçu.
Às vésperas de eleger o novo presidente da Câmara e em meio à pior crise do governo, com três CPIs em funcionamento, o Ministério do Planejamento prometeu a liberação de R$ 500 milhões para emendas parlamentares individuais. A demora em liberar recursos para essas emendas é uma queixa recorrente dos parlamentares e que já causou diversos atritos entre o Executivo e o Legislativo. Com o agravamento da crise política, a medida pode ajudar a acalmar os ânimos. "Eu não sei se acalma, nós estamos liberando aquilo que nós temos condições de liberar", disse o ministro Paulo Bernardo.
Primeiro turno deve se caracterizar pela fragmentação partidária, mas segundo turno prevê a polarização entre direita e esquerda.
DT) formalizou segunda-feira (26/06), no plenarinho da Assembléia Legislativa, o lançamento de sua candidatura ao governo do Paraná, numa aliança com o Partido Progressista.
A senadora Heloísa Helena, candidata do Psol à Presidência da República, disse que nunca imaginou que o governo do ex-colega de partido, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fosse articular um esquema como o mensalão.
Os líderes do PFL, PSDB, PPS, PMDB e até do PT já discutem nos bastidores pelo menos duas fórmulas para afastar da presidência da Câmara o deputado Severino Cavalcanti (PP-PE). Além do impedimento por um processo formal de cassação do mandato, na hipótese de vir a ser comprovada quebra do decoro parlamentar, está em pauta o voto de desconfiança para forçar sua renúncia. A revista Veja desta semana traz a denúncia de que Severino recebia "mensalinho" de R$ 10 mil.
O relator da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios, deputado federal Osmar Serraglio (PMDB-PR), afirmou que operar caixa dois numa campanha é fraudar as eleições. Serraglio atacou o discurso de que o caixa dois é uma prática normal, generalizada na política brasileira. “Eu acho que o cara que diz isso, que faz uma confissão dessa, deveria ser preso na hora”, disse.
A execução orçamentária da União até o início deste mês revela a inércia do governo Luiz Inácio Lula da Silva diante da mais profunda crise dos tempos recentes do país. Levantamento feito pelo Jornal do Brasil, junto ao Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi), mostra que o ano projetado em janeiro pelo presidente Lula para ficar marcado como o ''das realizações e dos investimentos'', pelo menos, até agora, parece sucumbir às turbulências que tomaram conta da área política. Dos R$ 22 bilhões em investimentos previstos no orçamento 2005, apenas R$ 886,8 milhões haviam sido gastos pelo governo até o final de julho - o equivalente a 4% do total. Os investimentos deixariam a desejar mesmo se fossem incluídos os chamados restos a pagar do exercício anterior desembolsados esse ano. Somariam apenas R$ 3,4 bilhões (15,4%).
Top