×

Mensagem

fsockopen(): unable to connect to ssl://query.yahooapis.com:443 (php_network_getaddresses: getaddrinfo failed: No address associated with hostname)
Quinta, 19 Agosto 2010 00:00

Raio-X

Escrito por

Pelos fundos - Documentos obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo mostram que o empréstimo de R$ 4,5 milhões concedido pelo Banco Santos a Roseana Sarney e seu marido, Jorge Murad, foi regularizado no Brasil poucos dias antes da intervenção judicial na instituição bancária, em 12 de novembro de 2004.

Quarta, 11 Agosto 2010 14:29

Raio-X

Escrito por

Vergonha na cara – A imprensa do sudoeste deu uma prova incontestável de unidade e de vergonha na cara. Enquanto a imprensa aguardava a chegada do senador e candidato ao governo, Osmar Dias (PDT), que segundo sua assessoria, teve que se deslocar via terrestre pelas “boas” estradas do sudoeste, de Chopinzinho até Capanema, na Feira do Melado, onde receberia pela segunda vez (esteve também em 2006) a Carta do Sudoeste, pois o helicóptero teve problemas, eis que chega ao Centro de Eventos, onde já estavam o senador e candidato a vice-governador, Flávio Arns (PSDB) e o candidato a governador, Robinson de Paula (PRTB – Partido Renovador Trabalhista Brasileiro), o ex-governador Requião. Rapidamente, a imprensa se articulou para que ninguém o entrevistasse.

Quarta, 04 Agosto 2010 14:31

Raio-X

Escrito por

Novidade – Atendendo aos leitores e anunciantes, o Jornal Novo Tempo passa a circular com 32 páginas, sendo que destas, doze são em cores. Além de mais espaço para conteúdo jornalístico, também teremos mais espaço para os nossos anunciantes. Assine, anuncie e concorra a um Celta 0 Km, em novembro, em sorteio numa parceria com a Covesul Multimarcas, de Realeza.

Quinta, 22 Julho 2010 15:27

Raio-X

Escrito por

Dilma em 3º no Acre - Pesquisa Ibope realizada no Acre entre 12 e 14 de julho mostra que a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, está em terceiro lugar no Estado.

Quarta, 28 Abril 2010 15:50

Raio-X

Escrito por

Povo não tem direito – Parecia que o mingau já estava torrado. Mas eis que a Polícia entrou em cena apoiada pelo Ministério Público e pôs na cadeia uma parte da quadrilha que esfarrapou o bolso do contribuinte eleitor do Paraná. Dez prisões. Duas solturas depois da confissão e mais gente pode parar na cadeia. A cena melancólica é ver os representantes do povo entrando pelas portas do fundo da Assembléia para se reunir extraordinariamente a portas fechadas e dizer que o povo do Paraná não tem direito de saber o que foi roubado. Todo mundo, ou seja, os 54 deputados estaduais calaram a boca. O que dirão daqui há alguns dias? Que foi um lapso? Que não sabiam de nada? Que o povo não entende de política e isso acontece em todo o lugar público?

Qual é o direito? – Se o bandido confessasse os crimes que comete, estariam desempregados todos os senhores que atuam como policiais, juízes, promotores públicos, carcereiros e advogados. Estas profissões sobrevivem porque o bandido existe, faz parte do meio e muitas vezes não confessa seus crimes. Ele é sempre inocente. E o mau político? Quem é que vive dele (da falta de confissão)? O mau eleitor? Em véspera de eleições, é mais do necessário fazer valer o direito da escolha. Temos bons políticos, mas é preciso dar uma boa escolhida. Você tem o direito do voto, da escolha. O que você quer para o Brasil e para o Paraná? Não use do direito de dizer que não sabia! Cada eleitor é responsável pelo que está acontecendo aqui no Paraná e acolá.

DNIT desvia dinheiro de rodovias para o MST -
Além dos milhões subtraídos do Tesouro Nacional por meio de Ongs, o movimento dos sem-terra (MST) agora arranca dinheiro até do DNIT, do Ministério dos Transportes, cuja missão é construir e conservar estradas. Em 12 de janeiro, o DNIT firmou ''termo de compromisso'' com a prefeitura petista de Canoas (RS) para desviar R$ 28,1 milhões na construção de 599 casas para invasores de área pública do MST. Militantes do MST invadiram a faixa de domínio da rodovia BR 448 e chantagearam o DNIT, exigindo ''compensação'' para deixar a área. A lei 10.233, que criou o DNIT, e seu regimento interno só toleram uso de recursos em ''serviços e obras de infraestrutura de transportes''. Diretor de Infraestrutura do DNIT, Hideraldo Caron ignorou parecer da Advocacia Geral da União contra o desvio de verbas para o MST. DNIT nega ilegalidade no desvio para o MST e prefeitura de Canoas se jacta: quer só ''melhorar as condições de assentamentos irregulares''.

Perdendo a humildade -
O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) disse em entrevista ao SBT, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva “está perdendo a humildade” e que o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) “é mais preparado” que a ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff para governar o país. Ciro afirmou que tem “a obrigação moral” de ser candidato a presidente. Sobre a suposta interferência do presidente para que Ciro abandone sua intenção de ser candidato à Presidência, o deputado afirmou que o assunto nunca foi tratado diretamente com ele. "Por que ele não pode tratar esses assuntos com franqueza? Por que não trata comigo cara a cara, francamente?", indagou. "Tenho profundo carinho, respeito e amizade pelo presidente Lula, mas ele está errado porque está popularíssimo, ele está no céu merecidamente porque faz um grande governo que beneficia o Brasil e o povo, mas não tem ninguém para dizer nada a ele, ele está perdendo a humildade sem dúvida nenhuma", disse, ao defender a manutenção de sua candidatura. Numa entrevista publicada pelo portal IG, Ciro já teria afirmado que 'Lula não é Deus'.

Nem tanto –
O presidente Lula lamentou, mas não muito, o desfecho melancólico do projeto presidencial de Ciro Gomes (PSB). Ele lembrou a um senador que Ciro ''apostou em quatro cenários'' e todos deram errado. Primeiro, apostou que Dilma Rousseff não se viabilizaria, até por razões de saúde; depois, quis ser o vice dela, tentando desqualificar o PMDB. Flertou com Aécio Neves, para ser vice, e ainda tentou ''voo solo''.  Lula não menciona, mas ele fez Ciro Gomes se lançar candidato ao governo de São Paulo. Mas o deputado também sepultou o projeto.

  Dilma Rousseff se passou por Norma Bengell em seu site de campanha, mostra que a falta de currículo já é desespero. Enquanto os demais concorrentes apresentam uma vida pública com experiências no legislativo e executivo, Dilma optou em querer substituir estrelas, ou na gíria artística, atuar no quadro ''Os cafajestes''.

Dando tempo - O senador Osmar Dias voltou a dizer que as conversações como PT para a formação de uma chapa encabeçada por ele como candidato a governador do Paraná estão encerradas. Para ele, “cabe ao PT decidir como ficará o palanque de Dilma no Estado. Aqui eu encerrei as conversas com o PT, porque estavam fazendo mais desaforos que conversando de verdade”. Nesta semana os presidentes nacionais do PT e PDT devem chamar Osmar Dias e Gleisi Hoffmann para conversar e tentar achar uma saída para o impasse.

Vai de Serra - Se tentar, a direção nacional do PSB vai ter dificuldades para tirar o partido do palanque do PSDB no Paraná e levá-lo a apoiar a candidatura da ex-ministra Dilma Rousseff à presidência da República pelo PT. A única forma de o PSB não apoiar a candidatura do ex-governador de São Paulo José Serra à presidência da República é se o deputado federal Ciro Gomes for candidato à sucessão do presidente Lula, disse o líder da bancada estadual do PSB e integrante do diretório nacional do partido, deputado Reni Pereira. “Desse socialista aqui, podem tirar o cavalo da chuva. Não apoio o PT nem amarrado”, avisou Pereira, atribuindo a rejeição ao acordo, que está sendo costurado nacionalmente, ao histórico da relação entre os dois partidos no Estado. Também líder da bancada socialista na Assembleia Legislativa PSB, Pereira destacou que nos últimos anos o PSB e o PT estiveram em lados opostos no Paraná. Para ele, o quadro é claro.

PT do Paraná pode ficar só – Pesquisas internas davam como certa a eleição de Gleisi para o Senado. Agora, a dúvida é a coisa mais certa. Gleisi tinha um bom palanque e derrapou dele por causa da intransigência. Osmar Dias que não é de puxar o saco de ninguém, está cantando de galo e não quer conversar com o PT do Estado. Só conversa com Lula. Assim, o PT que tinha vários partidos e um bom nome para a disputa do governo do Estado, pode ficar só e somar os míseros 10% de popularidade que o partido domina no Estado. Muito pouco para Dilma que precisa encostar em Serra e quase nada para Gleisi que quer o Senado.

Só para clarear –
Em 2006, Geraldo Alckmin (PSDB) venceu Lula no estado nos dois turnos. No primeiro turno fez 53% dos votos válidos, contra 37% de Lula. No segundo turno, a vitória foi mais apertada – 50,7% contra 49,3%. Dilma ganha de Serra no Nordeste. Mas a surra não é tão grande quanto a de Serra no Sul. Entre os nordestinos, ela vence por 38% a 28%. Quem quiser questionar a veracidade dos números, pode procurar o Ibope. A situação da petista Dilma Rousseff não é nada confortável no Sul. Segundo a última pesquisa Ibope, que no geral ampliou a vantagem de José Serra (PSDB) de 5% para 7%, a ex-ministra leva uma surra do tucano na região. Em março, os dois estavam empatados tecnicamente na preferência de paranaenses, catarinenses e gaúchos (36% para Serra e 34% para Dilma). Em abril, a diferença pró-tucano subiu para 20 pontos porcentuais (43% a 23%). No Paraná são 7 milhões de eleitores.

Juros pagos na era Lula já chegaram a R$ 1,2 trilhão - Usando palavras como "surrealista", "paraíso dos banqueiros" "irresponsabilidade" e "bomba de efeito retardado", o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) afirmou em discurso que a dívida pública brasileira já exigiu, nos sete anos do governo Lula, o pagamento de R$ 1,26 trilhão só de juros. Alvaro Dias considerou o número "um absurdo", especialmente porque os gastos com educação ficaram em R$ 149 bilhões, enquanto a saúde recebeu R$ 310 bilhões e os investimentos da União apenas R$ 93 bilhões. Lembrou que os gastos do governo Lula com o Bolsa Família, nos sete anos, ficaram pouco acima de R$ 50 bilhões. Enquanto isso, comparou, os lucros dos 100 maiores bancos do país, nos sete anos do governo Lula, somaram R$ 127,8 bilhões.

Vacina contra aftosa – De 1º a 20 de maio, acontece a primeira fase da camapanha de vacinação contra a febre aftosa, no Paraná. A vacina é muito importante, pois o Paraná luta para que seja área livre da doença, sem vacinação. Os Conselhos de Sanidade Agropecuária estarão assessorando os produtores na vacinação´dos animais Bovinos e Búfalos de 0 a 24 meses contra a doença. O produtor rural é o responsável pela compra e vacinação dos animais, ficando sujeito às penalidades da Lei (Autuação) para que não o fizer.

Mais notícias no site – A partir desta semana, o jornal Novo Tempo irá dedicar maior atenção ao site e estará atualizando diariamente o seu site com informações que interessam a região sudoeste. A partir de maio, o site: www.jornalnovotempo.com.br,  passa a comercializar espaços publicitários para empresas da região que poderão divulgar a sua marca, produtos e serviços pela rede mundial. Consulte nossos preços e seja conhecido pelos mais de 40 mil internautas que visitam o site www.jornalnovotempo.com.br, mensalmente. São mais de mil visitas diárias. Este é mais um serviço para o empresário empreendedor da nossa região.

Furioso -
Briga é com ele: candidato ao Senado, o ex-governador Requião brigou com o atual governador, Orlando Pessutti. Diz que ele não manda nada, quem manda é a mulher dele, Regina. Sai de baixo.

Qual é a indústria de Brasília? – Na semana passada comemoramos os 50 anos de Brasília. O que se fabrica por lá? O governo federal precisa dar, anualmente, R$ 7 bilhões a fundo perdido para Brasília funcionar. Construída no meio do nada, cerrado aberto. Houve avanços. Em 1960, a região Centro-Oeste respondia por 2,5% do PIB do Brasil. Em 2007, pulou para 9,3% - e 40% desse bolo sai da capital da República. Mas só há dinheiro público. Não se fabrica um parafuso em Brasília. A economia é uma ficção. Baseia-se 93% em serviços anabolizados pelo governo. Os funcionários públicos detêm 40% da massa salarial.´A riqueza de Brasília é estadolatria pura. Em 2009, seu orçamento foi de R$ 18,7 bilhões. Desse total, R$ 7 bilhões (37%) saíram do Fundo Constitucional do Distrito Federal. Ou seja, cada um dos 192,8 milhões de brasileiros desembolsa R$ 36 por ano para sustentar os escândalos candangos de dinheiro escondido em meias e cuecas. Políticos encrencados há por toda parte, sem dúvida. Mas a capital da República ostenta o recorde de ser a única unidade da Federação a ter eleito três senadores apeados do cargo acusados de atos ilícitos.

Ironia –
JK construiu Brasília em pouco mais de três anos. Lula está por igual período reformando o Palácio do Planalto. Quem disse que deve ser comparado o atual governo com os governos anteriores, foi o próprio presidente Lula.

Sexta, 23 Abril 2010 13:43

Raio-X

Escrito por

Violência – Em 10 dias, a região sudoeste teve o registro de 20 mortes violentas, média de duas por dia. Acidentes de trânsito, homicídios e suicídio. A maioria das vítimas (cerca de 70%), são jovens.

Quinta, 08 Abril 2010 17:20

Raio X

Escrito por

Êxitos divergentes – Requião disse ao deixar o governo que obteve sucesso nas “pelejas” – contra o pedágio, contra a participação do grupo privado Dominó na Sanepar e contra o processo de privatização do Porto de Paranaguá. Há, porém, divergências quanto a tais êxitos. Vejamos: o pedágio não acabou nem baixou; o Dominó continua firme na Sanepar; e, quanto à privatização do porto o que se viu foi o emprego de dinheiro público em alguns precárias estruturas para entregá-las à exploração privada. Um exemplo disso foi a construção do terminal de álcool: o governo gastou R$ 14 milhões em algo que não funcionou até hoje e o entregou aos usineiros. O mesmo aconteceu com o terminal de fertilizantes. Ou seja, o “porto público” se tornou mais privado do que era antes. Também citou a Segurança Pública, inaugurando várias penitenciárias. Segundo o Mapa da Violência, com dados dos ministérios da Saúde e da Justiça, a taxa de homicídios no Paraná cresceu de 2003 para 2007 de 25,5 homicídios por grupo de 100 mil habitantes para 29,8 – um aumento de quase 20%. Em Santa Catarina o índice até diminuiu e, no Rio Grande do Sul, o crescimento não chegou a 10% no mesmo período. Comemorar então, o quê?

Quinta, 01 Abril 2010 09:51

Raio-X

Escrito por

A partir desta semana.... Com os prazos eleitorais correndo solto, a partir desta semana, mesmo sendo apenas pré-candidatos, pois candidatos mesmo, somente depois das Convenções Partidárias, marcadas para junho de 2010, o Brasil e o Paraná passam por grandes transformações. Teremos um bom número de ex-ministros, pois para se candidatarem à Presidência, a exemplo da Ministra da Casa Civil, Dilma Rousseft (PT), de ex-governadores, casos de José Serra (PSDB) em São Paulo que renuncia para concorrer à Presidência da República, de Aécio Neves (PSDB), em Minas Gerais, de Roberto Requião (PMDB) aqui no Paraná e de Luiz Henrique da Silveira (PMDB), em Santa Catarina que renunciam inicialmente para concorrer ao Senado, mas Aécio pode vir a concorrer à vice-presidência da República, de ex-secretários de Estado e também de ex-prefeitos, casos de Curitiba, onde o prefeito Beto Richa (PSDB) renunciou para concorrer ao governo do Estado e de Nelson Luersen (PDT), prefeito de Planalto que renuncia hoje à tarde para concorrer a deputado estadual. Daí por diante, mesmo que a legislação não admita, por força desta mesma legislação, todos estão no páreo e em busca de aliados e de votos. Alguns detalhes: O vice-governador Orlando Pessuti (PMDB) que assume hoje o governo do Paraná, com a renúncia de Requião, vai concorrer ao governo do Estado no cargo. Já o vice-presidente da República, José Alencar (PR), que inicialmente deve concorrer ao Senado ou até ao governo do estado de Minas, não poderá mais assumir a titularidade da Presidência da República, numa eventual viagem de Lula.

Página 12 de 25
Top