Obesidade

Como no homem, a obesidade tornou-se muito freqüente também em animais domésticos. Isso pode ocorrer por diversos motivos como, por exemplo, o sedentarismo, a falta de exercícios físicos, stress, herança genética e, principalmente, devido à má alimentação e à ingestão de alimentos hiper-calóricos.

Epilepsia

A epilepsia pode ser de origem genética ou adquirida. Causada por uma descarga elétrica no cérebro, faz com que o animal fique momentaneamente sem movimentos voluntários e coordenação. Tanto nos humanos quanto nos animais, é uma doença não transmissível.

RAIVA CANINA

A Raiva é uma doença altamente contagiosa, incurável e, conseqüentemente, fatal.

Envenenamentos

O envenenamento é o responsável pela maioria das mortes de cães e gatos superando, inclusive, o número de mortes causadas por atropelamentos.Há os envenenamentos acidentais e os envenenamentos intencionais.

A giardíase é uma causa freqüente para a ocorrência de diarréia em animais de companhia e na família.

Os gatos são considerados independentes, o que os expõe a situações em que são ameaçados por parasitas, com conseqüente risco de transmissão.

Um dia o você percebe que seu bichinho já não consegue  apanhar com agilidade e rapidez o brinquedo  preferido, está com dificuldade para chegar no prato de ração e até começa esbarrar nos móveis e tropeçar nos degraus da escada.

Muitos estudos analisam as principais causas de mortes caninas. Alguns deles mostraram que doenças como o câncer  são a causa de morte mais comuns entre cães grandes, que animais maiores tendem a ter doenças crônicas, como o câncer, enquanto nos menores, a causa mais comum é o trauma.

Assim como ocorre com a gripe humana, com a chegada do inverno e as mudanças bruscas de temperatura seu cão fica mais suscetível à gripe canina, também chamada de tosse dos canis ou ainda de traqueobronquite infecciosa canina.

O adestramento dos cães deve ser iniciado no momento em que o filhote chega em casa.

Página 3 de 7
Top