Jornal Novo Tempo

As melhores e piores profissões

Redação, com informações do G1

O site norte-americano CareerCast.com, especializado em empregos, divulgou uma lista com as 200 melhores e piores profissões nos Estados Unidos em 2013.


A empresa utilizou dados do Centro de Estatísticas do Trabalho e de outras agências do governo norte-americano. A pesquisa levou em consideração cinco critérios: demandas físicas, ambiente de trabalho, renda, estresse e perspectivas de contratação. 

 

Em primeiro lugar do ranking, a profissão de atuário (técnico especialista em mensurar e administrar riscos) é avaliada como uma função que possui 27% de chances de crescimento e média salarial anual de US$ 87 mil – cerca de U$ 7.250 ou R$ 14.660 mensais.

 

50 melhores (em ordem decrescente)

Atuário; Engenheiro biomédico; Engenheiro de software; Fonoaudiólogo; Consultor financeiro; Higienista dental; Terapeuta ocupacional; Optometrista; Fisioterapeuta; Analistas de sistemas da computação; Quiroprático; Fonoaudiólogo; Fisiologista; Professor universitário; Médico veterinário; Nutricionista; Farmacêutico; Matemático; Sociólogo; Estatístico; Físico; Oculista; Podólogo; Desenvolvedor de web; Historiador; Engenheiro ambiental; Oficial de liberdade condicional; Engenheiro de petróleo; Meteorologista; Geólogo; Gerente de recursos humanos; Engenheiro civil; Ortodontista; Terapeuta respiratório; Técnico de registros médicos; Astrônomo; Psiquiatra; Programador de computador; Gerente de mídias sociais; Analista de pesquisa de mercado; Assistente Paralegal; Dentista; Dermatologista; Reparador de máquina industrial; Médico (Clínico geral); Logístico; Contador; Consultor de gestão; Assistente social; Médico assistente.

 

E no Brasil?

Repare que, para os estadunidenses, o repórter de jornal impresso ocupa a última posição do ranking - renda anual de US$ 36 mil e projeção de queda de 6% ao ano. Para o nível salarial do estadunidense, os U$ 3 mil (ou R$ 6 mil) mensais do repórter são considerados como um salário sofrível. O repórter de jornal ficou atrás de profissões como faxineiro, lixeiro, lavador de pratos e lenhador. 

Também chama atenção o número de profissões consideradas bem remuneradas para a grande maioria dos brasileiros – cujos concursos públicos são bastante concorridos - como carteiro e caixa de banco. 

 

Apanhado dos piores empregos, entre os 150 listados na pesquisa (em ordem crescente)

151º Reparador de equipamentos elétricos; 152º Agente imobiliário; 153º Faxineiro; 154º Técnico de Engenharia; 160º Lixeiro; 157º Motorista de ônibus; 162º Caixa de banco; 166º Policial; 167º Bombeiro; 168º Editor de jornais e revistas; 173º Costureira / Alfaiate; 174º Pintor; 180º Militar; 181º Doméstica; 184º Radialista; 185º Garçom / Garçonete; 187º Lavador de pratos; 190º Agricultor; 193º Carteiro; 198º Soldado; 199º Lenhador; 200º Repórter (Jornal).

JNT no Facebook

2005-2012 - Jornal Novo Tempo - Todos os Direitos Reservados
Proibida cópia ou reprodução de qualquer material veículado por este site sem devida autorização por escrito.

Login or Register

Facebook user?

You can use your Facebook account to sign into our site.

Log in with Facebook

LOG IN

Register

User Registration