As melhores e piores profissões

Redação, com informações do G1

O site norte-americano CareerCast.com, especializado em empregos, divulgou uma lista com as 200 melhores e piores profissões nos Estados Unidos em 2013.


A empresa utilizou dados do Centro de Estatísticas do Trabalho e de outras agências do governo norte-americano. A pesquisa levou em consideração cinco critérios: demandas físicas, ambiente de trabalho, renda, estresse e perspectivas de contratação. 

 

Em primeiro lugar do ranking, a profissão de atuário (técnico especialista em mensurar e administrar riscos) é avaliada como uma função que possui 27% de chances de crescimento e média salarial anual de US$ 87 mil – cerca de U$ 7.250 ou R$ 14.660 mensais.

 

50 melhores (em ordem decrescente)

Atuário; Engenheiro biomédico; Engenheiro de software; Fonoaudiólogo; Consultor financeiro; Higienista dental; Terapeuta ocupacional; Optometrista; Fisioterapeuta; Analistas de sistemas da computação; Quiroprático; Fonoaudiólogo; Fisiologista; Professor universitário; Médico veterinário; Nutricionista; Farmacêutico; Matemático; Sociólogo; Estatístico; Físico; Oculista; Podólogo; Desenvolvedor de web; Historiador; Engenheiro ambiental; Oficial de liberdade condicional; Engenheiro de petróleo; Meteorologista; Geólogo; Gerente de recursos humanos; Engenheiro civil; Ortodontista; Terapeuta respiratório; Técnico de registros médicos; Astrônomo; Psiquiatra; Programador de computador; Gerente de mídias sociais; Analista de pesquisa de mercado; Assistente Paralegal; Dentista; Dermatologista; Reparador de máquina industrial; Médico (Clínico geral); Logístico; Contador; Consultor de gestão; Assistente social; Médico assistente.

 

E no Brasil?

Repare que, para os estadunidenses, o repórter de jornal impresso ocupa a última posição do ranking - renda anual de US$ 36 mil e projeção de queda de 6% ao ano. Para o nível salarial do estadunidense, os U$ 3 mil (ou R$ 6 mil) mensais do repórter são considerados como um salário sofrível. O repórter de jornal ficou atrás de profissões como faxineiro, lixeiro, lavador de pratos e lenhador. 

Também chama atenção o número de profissões consideradas bem remuneradas para a grande maioria dos brasileiros – cujos concursos públicos são bastante concorridos - como carteiro e caixa de banco. 

 

Apanhado dos piores empregos, entre os 150 listados na pesquisa (em ordem crescente)

151º Reparador de equipamentos elétricos; 152º Agente imobiliário; 153º Faxineiro; 154º Técnico de Engenharia; 160º Lixeiro; 157º Motorista de ônibus; 162º Caixa de banco; 166º Policial; 167º Bombeiro; 168º Editor de jornais e revistas; 173º Costureira / Alfaiate; 174º Pintor; 180º Militar; 181º Doméstica; 184º Radialista; 185º Garçom / Garçonete; 187º Lavador de pratos; 190º Agricultor; 193º Carteiro; 198º Soldado; 199º Lenhador; 200º Repórter (Jornal).

Lido 515 vezes
Entre para postar comentários
Top