Sexta, 29 Janeiro 2021 11:56

Raio-X - Por Sérgio Jonikaites

Escrito por

Sudoeste na rota dos pedágios

Quem percorre as rodovias do sudoeste, apesar da sua precariedade, hoje não precisa desembolsar dinheiro com pedágio, já que quase todo o trajeto é de rodovias administradas pelo poder público. Porém, o governo federal anunciou que a região entrará na rota dos pedágios com praças de cobrança em Renascença, Ampére e Capitão Leônidas Marques até o ano que vem, quando trecho pode ser concedido à iniciativa privada. Para fazer o caminho (Beltrão-Cascavel), os usuários pagariam R$ 20,08 (Ampére – R$ 8,62 e Capitão Leônidas Marques – R$ 11,46). Esse é o valor sugerido num estudo elaborado pela EPL (Empresa de Planejamento e Logística) e aprovado pelo Ministério da Infraestrutura. O governo federal justifica o pedágio com a promessa de uma rodovia melhor, intitulado Corredor Sudoeste fazendo parte do Lote 6 da concessão (que inclui também parte das BRs-277 e 163) e para estes trajetos estão previstos 461 km de duplicações, 111 km de marginais, 34 passarelas e 162 obras de arte e interseções. A região não participou da elaboração do projeto e nem sabe se irá ser chamado a participar. As entidades regionais se mobilizam, pois a melhoria de infraestrutura rodoviária é bem-vinda, mas é necessária uma discussão ampla e deve se olhar a região num todo, pois as rodovias carecem de infraestrutura para atender a demanda de tráfego.

 A farra do supermercado

As fakes News costumavam espalhar Brasil afora, fotos do presidente da República comendo pão com ovo. Porém, o Portal Transparência mostrou a realidade da farra no Governo Federal. Em 2020, o Governo Bolsonaro torrou com gastos de supermercados mais de R$ 1,8 bilhão. Entre os itens que chamam atenção é o gasto de R$ 50 milhões em biscoitos; R$ 16 milhões em chocolates; R$ 16 milhões em batata frita; R$ 15 milhões em leite condensado; R$ 13 milhões em barras de Cereal; R$ 12 milhões em ervilha de conserva; R$ 8 milhões em bombons; R$ 21 milhões em iogurte natural; R$ 2 milhões em goma de mascar (chiclete); R$ 5 milhões em Uva Passa; R$ 14 milhões em molho de pimenta; R$ 32 milhões em pizza. Esse gasto (farra) daria para comprar 662 mil doses de vacina, o que daria para vacinar toda a população do sudoeste do Paraná; 65 mil cestas básicas; 61 mil cilindros de oxigênio; daria para pagar 57 mil parcelas de auxílio emergencial. Assim que a farra veio a púbico, o Portal de Transparência saiu do ar na noite de terça-feira, voltando por volta das 09h de ontem. Agora, me diga pra que serve o chiclete? Tapar os vazamentos?

 Mil por dia

O Brasil chegou na terça-feira, 26, ao sexto dia consecutivo com média de mortes por covid-19 acima de mil. Nos últimos sete dias, foram 1.058 óbitos em média provocados pela doença — maior número desde 4 de agosto, quando registrou 1.066. A alta média é impulsionada pela aceleração na região Norte (94%). O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa baseado nos dados das secretarias estaduais de saúde. Na terça-feira, foram computadas 1.206 novas mortes causadas pela covid-19. Desde o início da pandemia, a doença provocou até a terça-feira um total de 218.918 óbitos em todo o país. O número de infectados no Brasil chegou a 8.936.590 desde o começo da pandemia.

 Covid-19 matou mais de 1% da população

O Brasil teve mais de 1% da população morta pelo coronavírus, São 220 mil brasileiros que perderam a vida para uma doença evitável por confinamento total (lockdown) e medidas de distanciamento e higiene. A Covid-19 já matou 220 mil brasileiros em 300 dias, mais que os muitos tipos de câncer que ceifou 188.165, o diabetes mellitus, 50.363, a doença pulmonar obstrutiva crônica, 39.039, o AVC, 27.932 e os acidentes de trânsito, 26.253. Só que a Covid é evitável!

 A maldade da China

Convenceram o presidente do Brasil que o nosso maior parceiro comercial é mau. Ele assumiu esse discurso a ponto de referir-se à vacina do Butantan como sendo a “vacina chinesa do Dória” e que não iria comprar, tachando o produto chinês como de baixa qualidade e experimental. Bolsonaro esqueceu que ao pedir ajuda, teve apoio dos chineses quando o leilão do pré-sal estava fadado ao fracasso. O presidente resolveu investir bilhões de dólares do Erário somente na Astrazeneca, que não é tão inglesa assim, desprezou a oferta da Pfizer, a Madona, a Sputnik, entre outras. Já o Instituto Butantan não conseguiu avançar mais na parceria tecnologicamente porque não teria tempo e o investimento estava acima da capacidade. O Butantan fez tudo com recursos paulistas. As poucas vacinas conseguidas por Dória, que seriam só para o Estado de São Paulo, estão sendo distribuídas com festa pelo Ministério da Saúde num gesto fraterno dos paulistas com todos os brasileiros.

 Reajuste na gasolina

Acabou a lua de mel. A Petrobras está reajustando semanalmente os preços dos combustíveis. Ontem, os brasileiros foram premiados com mais um reajuste. Há cidades do País, cujos preços da gasolina beiram os R$ 6,00 o litro e do Óleo Diesel estão próximos dos R$ 4,00 o litro. Nessa onda, entrou também o gás de cozinha que gira em torno de R$ 100,00 o botijão com 13 Kg. Enquanto isso, pagamos quietinhos, sem reação.

 Greve dos caminhoneiros

Os caminhoneiros do Brasil estão alardeando uma possível greve para os próximos dias. Diante do caos com a pandemia, diante da crise econômica que atinge o mundo e consequentemente, o Brasil, uma possível paralização dos caminhoneiros pode agravar a situação. Os caminhoneiros se queixam de que pouca coisa, ou quase nada do que acordado com o governo federal, foi cumprido. A paciência acabou! Um dos apoiadores, a CNTTL (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística) teria mais de 800 mil motoristas que estão dispostos a parar a partir de segunda-feira, dia 1º de fevereiro.

 Arrecadação federal cai

A queda da atividade econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), aliada às desonerações para ajudar pessoas físicas e empresas, fizeram a arrecadação federal cair no ano passado. Segundo a Receita Federal, a União arrecadou R$ 1,479 trilhão em 2020, recuo de 6,91% em relação ao ano anterior, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O valor veio acima do esperado pelas instituições financeiras. Segundo o relatório Prisma Fiscal, pesquisa mensal divulgada pelo Ministério da Economia, os analistas de mercado esperavam que a arrecadação fechasse 2020 em R$ 1,461 trilhão. Com o resultado em 2020, a arrecadação federal registrou o nível mais baixo desde 2010, em valores também corrigidos pelo IPCA. Apesar da queda no acumulado do ano, a arrecadação federal reagiu em dezembro. No mês passado, a União arrecadou R$ 159,065 bilhões, com alta de 3,31% em relação a dezembro de 2019. O resultado foi o melhor para o mês desde 2013, descontada a inflação. O valor foi superior ao projetado pelas instituições financeiras, que estimavam arrecadação de R$ 150,068 bilhões, de acordo com o Prisma Fiscal.

 

Preço do leite despenca

O consumidor está feliz porque o preço do leite no supermercado baixou, mas o que parece uma boa notícia esconde, na verdade, uma série de distorções da cadeia produtiva de lácteos. Quem adverte é a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (FAESC). O preço do leite UHT (longa vida) no varejo situa-se entre R$ 2,50 e R$ 3,00, resultado de um movimento dos laticínios que estão super estocados e, por isso, vendendo aos supermercados com bons descontos.

O preço final ao consumidor está, hoje, em baixa porque o consumo nacional caiu muito. Motivo: a queda do nível de renda das famílias decorrente da crise econômica (e do consequente desemprego) e do fim do pagamento do auxílio emergencial

É notório que os produtores de leite e as indústrias de processamento estão amargando prejuízos. A situação dos criadores de gado leiteiro está entrando em um nível insustentável e eles não suportarão uma redução (de parte da indústria) do preço pago pela matéria-prima (leite). Vários fatores associados encareceram muito os custos de produção de leite em território catarinense. A seca e as exportações excessivas reduziram a oferta interna de grãos que compõem a nutrição animal. O milho aumentou mais de 50% e custa agora R$ 85,00 a saca de 60 kg. O farelo de soja está cotado em R$ 3.000,00 a tonelada.

 

Lá se foi um mês

O ano de 2021 está acelerado. Estamos no finalzinho do mês de janeiro. Temos 11 meses pela frente para reverter o atual momento. Foco, atitude e gestão são as normas em vigor. Sucesso!!!

Ler 723 vezes
Entre para postar comentários
Top